09 de dezembro de 2016 - 02:46

última hora
29/11/2016 às 14h21

Juju Salimeni fala sobre prostituição nos bastidores do Pânico

Juju Salimeni

Juju Salimeni falou sobre a época em que foi panicat. Em entrevista ao “Programa do Porchat” desta segunda-feira (28), a repórter do “Legendários” disse que não era fácil trabalhar no “Pânico”.

“Quem trabalha no Pânico está pronto para fazer qualquer coisa depois de lá. É bem difícil. O programa é muito engraçado e o pessoal é muito gente boa, mas você tem que fazer as coisas. Não tem como pensar duas vezes. As meninas sofrem muita pressão. Não sei como está agora, mas na minha época se você não fazia o desafio outra pessoa iria fazer em seu lugar”, disse.

Apesar de admitir que sofreu para realizar algumas tarefas, Juju diz que se orgulha muito em ter feito parte do “Pânico”, onde trabalhou de 2008 a 2011.

“Eu não me arrependo, foi uma época maravilhosa. Foi a partir dali que fiquei conhecida. O Pânico me abriu portas para eu estar aqui hoje”, disse.

Juju comentou ainda sobre a polêmica declaração de Dani Bolina, que disse em entrevista ao quadro “Vale Tudo, Só Não Vale Mentir” que algumas panicats faziam programa.

“Pelo que eu me lembro ela falou na entrevista de apenas uma pessoa, não falou de todas. Era uma pessoa que ela tinha um problema. Eu nunca me senti vítima dessas coisas, nunca me senti atingida. Eu sempre fui na minha, sempre me preservei”, disse Juju.

UOL