11 de dezembro de 2016 - 01:12

última hora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

29 de novembro de 2016 - 14h16 • atualizado às 15h59

Eleição da Mesa: Luciano Cartaxo pisando em ovos

marcos-vinicius-luciano-cartaxo-durval-ferreira

Toda a capacidade de diálogo e jogo de cintura do prefeito Luciano Cartaxo, acumulada ao longo de duas décadas de mandatos e atividade política, está para ser testada no debate da eleição da Mesa Diretora da Câmara de João Pessoa.

Por mais que o assunto, em tese, seja da alçada do Poder Legislativo, o tema tem relação, interesse e reflexos diretos ao Executivo. Ignorar essa ligação é pouco inteligente. Deixar as articulações correrem frouxas, como vinha acontecendo, nada recomendável.

Qualquer um sabe que boa parte do sucesso de uma gestão depende do êxito na articulação, tramitação e aprovação de projetos. Para isso, a receita é uma só: uma Mesa Diretora que consiga conviver minimamente com o gestor e uma bancada com maioria e alinhada.

Com nome na praça para disputar o Governo, Cartaxo não pode nem pensar em fazer um segundo governo com confrontos, conflitos ou dissabores com a Câmara, sabidamente generosa e benevolente com ele durante todo este primeiro mandato.

Luciano Cartaxo convive com dois candidatos dentro da base. Aí onde consiste a necessidade de habilidade e frieza para transitar entre as duas candidaturas sem gerar estremecimentos, aborrecimentos ou fissuras para o futuro.

Se interferir para tirar apoios da dupla Marcos Vinicius/João Corujinha pode gerar traumas, sequelas e até rompimentos com potencial de comprometer a futura gestão e entregar de bandeja votos para o Jardim Girassol. Se ignorar o papel político exercido por Durval Ferreira, até aqui, como facilitador dos interesses do CAM de Água Fria, também corre riscos.

O ideal para Luciano será utilizar toda sua saliva, experiência e esgotar entendimentos para inibir um confronto interno. Nunca é demais lembrar que eleição de Mesa e briga só se sabe como começa. Nunca como termina. Cartaxo está desafiado a fazer esse omelete sem quebrar ovos.

Engrossando…

Luciano Cartaxo iniciou prospecção de adesões da oposição para garantir maioria de dois terços dos vereadores.

…Fileiras

Um dos contatados das últimas horas foi o vereador eleito Humberto Pontes (PT do B), com quem tem relação pessoal amistosa.

marcosqueirogaOlho aberto

No Frente a Frente, da TV Arapuan, o procurador da República, Marcelo Queiroga (foto), externou a opinião, reinante no Ministério Público, de que a emenda ensaiada por deputados federais tem sim o objetivo de anistiar crimes de caixa-dois. “A sociedade precisa ficar atenta”. Ele lembrou que na Itália, logo após a Operação Mãos Limpas, os mafiosos iniciaram movimento para asfixiar o trabalho da Justiça contra a corrupção.

Missão Paraíba

Referência no jornalismo político pernambucano, o jornalista Magno Martins (foto), parceiro do Portal MaisPB, magnomartinsbanheiroestá viajando regiões da Paraíba para colher histórias de fenômenos eleitorais na região Nordeste. O roteiro inclui Picuí, Santa Luzia, Araruna, Marizópolis, Rio Tinto, Monteiro, entre outras cidades. O trabalho, além de postagens no Blog do Magno e no MaisPB, subsidiará um livro com as histórias curiosas das eleições nos municípios visitados.

BRASAS

*Remanejamento – Ao que tudo indica, Cláudia Veras, secretária executiva da Articulação Municipal do Estado, vai assumir secretaria na gestão Márcia Lucena (PSB), no Conde.

*Soltando a voz – Chamou atenção nas redes sociais postagem do deputado Tovar Correia Lima (PSDB) cantando “Camarote”, de Wesley Safadão, num aniversário.

*Alto e baixo clero – Em recente palestra em João Pessoa, a opinião do jornalista Gerson Camarotti, da Globo News, sobre os paraibanos que influenciam em Brasília, causou urticária no Jardim Girassol.

*Terra arrasada – Netinho de Várzea Nova deixa a Prefeitura de Santa Rita de forma melancólica. Dívidas com fornecedores, salários atrasados e serviços paralisados.

*Diplomacia – Rivais ao extremo na campanha, o prefeito eleito de São Bento, Jarques Lúcio (DEM), e a equipe financeira do atual prefeito Gemilton Souza (PSB) dialogam civilizadamente na transição.

*Irado – Pimentel Filho (PSD), presidente da Câmara de Campina Grande, saiu uma arara da solenidade do ministro Ricardo Barros, ontem.

FALA CANDINHA!

Canja de galinha

De Dona Candinha, ironizando a Coluna sobre o cuidado da articulação cartaxista para evitar a quebra de ovos no omelete da eleição da Câmara: “Se demorar muito, os ovos vão é chocar”.

PONTO DE INTERROGAÇÃO

De quem Raimundo Lira está mais próximo hoje: de Maranhão ou de Ricardo?

ricardo-barros-1PINGO QUENTE

“Pergunte aos deputados que estão aqui”. Do ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP-foto), escorregando de responder ao repórter Albemar Santos a opinião sobre a anistia ao caixa-dois.

Outras Postagens