06 de dezembro de 2016 - 13:01

última hora
29/11/2016 às 11h51 • atualizado em 29/11/2016 às 11h53

Atacante da Chape soube que seria pai na semana passada

tiaguinho

Um vídeo divulgado pela família do atacante Tiaguinho, da Chapecoense, que estava no avião que caiu na madrugada desta terça-feira em Medellín, na Colômbia, mostra o atacante recebendo a notícia que seria pai pela primeira vez. As imagens foram feitas na semana passada, por companheiros de clube, que comemoram a novidade com o atleta, que é natural de Trajano de Moraes-RJ.

A gravação também mostra o atleta lendo um bilhete com a notícia e, logo em seguida, festejando com os jogadores da Chape. Além disso, é possível ver o jovem fazendo um gesto com as mãos como se estivesse “embalando uma criança”.

Segundo a prima de Tiaguinho, Gilmara Marins, a esposa do jogador está gravida há aproximadamente um mês e espera o primeiro filho do atacante, que chegou à Chapecoense em nesta temporada e vinha sendo o titular do clube no Brasileirão e na Copa Sul-Americana. A família do jogador está concentrada em Bom Jardim-RJ, onde aguarda mais notícias sobre o atacante.

Tiaguinho é natural de Trajano de Moraes, município localizado na Região Serrana do Rio de Janeiro. Aos 22 anos, o jogador passou por XV de Piracicaba-PR e Cianorte-PR e chegou à Chape após se destacar pelo Metropolitano no último Campeonato Catarinense. Pelo Verdão, disputou 23 partidas e anotou quatro gols ao longo do ano.

O avião que transportava a delegação da Chapecoense para a primeira partida da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional fez um pouso forçado na madrugada desta terça-feira na região de Antióquia, na Colômbia. Segundo informações do chefe da Polícia de Antioquia, José Acevedo, 75 pessoas morreram.

O goleiro Follmann, o lateral Alan Ruschel e o jornalista Rafael Henzel Valmorbida estão entre os sobreviventes confirmados, assim como a aeromoça Ximena Suárez e Erwin Tumiri, membro da tripulação. A delegação da Chape saiu de Guarulhos para Bolívia em voo comercial com 72 passageiros e nove tripulantes. Após escala técnica, deixou Santa Cruz de La Sierra em direção a Medellín. Quando sobrevoava a região de Antióquia perdeu contato com o aeroporto, que confirmou o acidente. A causa do acidente teria sido uma pane elétrica. Ainda de acordo com a imprensa local, o piloto teria liberado combustível para evitar explosão após o pouso forçado.

Globo