João Pessoa, 26 de maio de 2017 | --ºC / --ºC 04:30 - 2.6 | 10:41 - 0.0 | 16:58 - 2.6 | 23:00 - 0.1 Dólar 3,28 - Euro 3,68

ÚltimaHora
veja vídeo

Atacante da Chape soube que seria pai na semana passada

Comentários:
publicado em 29/11/2016 às 11h51
atualizado em 29/11/2016 às 11h53
A- A+

Um vídeo divulgado pela família do atacante Tiaguinho, da Chapecoense, que estava no avião que caiu na madrugada desta terça-feira em Medellín, na Colômbia, mostra o atacante recebendo a notícia que seria pai pela primeira vez. As imagens foram feitas na semana passada, por companheiros de clube, que comemoram a novidade com o atleta, que é natural de Trajano de Moraes-RJ.

A gravação também mostra o atleta lendo um bilhete com a notícia e, logo em seguida, festejando com os jogadores da Chape. Além disso, é possível ver o jovem fazendo um gesto com as mãos como se estivesse “embalando uma criança”.

Segundo a prima de Tiaguinho, Gilmara Marins, a esposa do jogador está gravida há aproximadamente um mês e espera o primeiro filho do atacante, que chegou à Chapecoense em nesta temporada e vinha sendo o titular do clube no Brasileirão e na Copa Sul-Americana. A família do jogador está concentrada em Bom Jardim-RJ, onde aguarda mais notícias sobre o atacante.

Tiaguinho é natural de Trajano de Moraes, município localizado na Região Serrana do Rio de Janeiro. Aos 22 anos, o jogador passou por XV de Piracicaba-PR e Cianorte-PR e chegou à Chape após se destacar pelo Metropolitano no último Campeonato Catarinense. Pelo Verdão, disputou 23 partidas e anotou quatro gols ao longo do ano.

O avião que transportava a delegação da Chapecoense para a primeira partida da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional fez um pouso forçado na madrugada desta terça-feira na região de Antióquia, na Colômbia. Segundo informações do chefe da Polícia de Antioquia, José Acevedo, 75 pessoas morreram.

O goleiro Follmann, o lateral Alan Ruschel e o jornalista Rafael Henzel Valmorbida estão entre os sobreviventes confirmados, assim como a aeromoça Ximena Suárez e Erwin Tumiri, membro da tripulação. A delegação da Chape saiu de Guarulhos para Bolívia em voo comercial com 72 passageiros e nove tripulantes. Após escala técnica, deixou Santa Cruz de La Sierra em direção a Medellín. Quando sobrevoava a região de Antióquia perdeu contato com o aeroporto, que confirmou o acidente. A causa do acidente teria sido uma pane elétrica. Ainda de acordo com a imprensa local, o piloto teria liberado combustível para evitar explosão após o pouso forçado.

Globo

Leia Também

error: Conteúdo protegido!