04 de dezembro de 2016 - 00:55

última hora
29/11/2016 às 10h22 • atualizado em 29/11/2016 às 11h30

Secretário diz que PMJP reduziu despesas de custeio em 13%

brunno-sitonio

Em audiência pública de debate da Lei Orçamentária Anual (LOA), para o exercício financeiro de 2017, realizada na Câmara Municipal da Capital, na semana passada, o secretário adjunto de Administração da PMJP, Brunno Sitônio expôs dados referente as medidas de redução da despesas ocorridas na administração municipal.

O secretário anunciou que houve redução nas despesas de custeio administrativo (manutenção da máquina), de mais de 13%. “Obtivemos uma economia real, já descontado a inflação, de 13,26%, das despesas de custeio administrativo no período de janeiro a outubro dos exercícios de 2015 e 2016”.

“Somente nas despesas de locação de veículos, energia elétrica, telefonia fixa e móvel, internet, conseguimos uma redução de r$ 3,5 milhões. Já a despesa com o consumo de água apresentou aumento, devido ao reajuste imposto pela empresa concessionaria do estado (Cagepa) muito acima da inflação”, disse.

Segundo Brunno Sitônio, a economia é resultado de uma série de medidas iniciadas em 2013, pelo prefeito Luciano Cartaxo, buscando o equilíbrio fiscal. “Esse projeto gestão dos gastos públicos faz parte de um cronograma de reuniões mensais com secretários e equipes para analisarmos despesa a despesa e o que podemos melhorar na qualidade desses gastos. vamos dar continuidade a esse projeto, pois o momento ainda é de crise”, explicou o secretário.

“Com o ganho conquistado sobram mais recursos para investir na cidade de João Pessoa. Só em 2016 já foram entregues mais de 80 obras e ampliação de diversos serviços aos munícipes”, acrescentou.

Brunno Sitônio ressalta que João pessoa se tornou um modelo de gestão por resultados a ser seguido. “Recentemente o prefeito Luciano Cartaxo recebeu diversos prefeitos, eleitos e reeleitos, para conhecerem as práticas adotadas pela capital paraibana”, lembrou.

MaisPB