04 de dezembro de 2016 - 00:56

última hora
28/11/2016 às 15h46

Após morte, equipe de TV é ameaçada em motel: ‘Vou te buscar’

ameaca3

Uma equipe da TV TEM foi ameaçada na manhã desta segunda-feira (28) por um homem quando gravava uma reportagem sobre o homicídio que aconteceu dentro de um motel em Penápolis, no fim de semana. A vítima, um jovem de 20 anos, foi atingido por um tiro na cabeça na madrugada de domingo (27). Uma adolescente de 17 anos estava com o rapaz e é apontada pela polícia como suspeita, mas ela nega o crime.

veja o vídeo clicando AQUI

A equipe foi abordada enquanto a repórter gravava na frente do motel onde houve o assassinato. O homem chega em um carro, desce e coloca a mão na frente da câmera. “Vocês estão caçando, vão achar o de vocês. Tão achando que essa história de liberdade, que pode mostrar o que quer. Vocês têm a liberdade, mas eu também tenho a minha”, afirma o homem, que disse ser o dono do estabelecimento.

Irritado, ele não quis se identificar para a repórter e continuou as ameaças a ela e ao repórter-cinematográfico. “Vou buscar você e você na sua casa. Pode filmar, pode botar na televisão, onde for, do jeito que você é homem eu também sou. Vou buscar os dois na casa de vocês. Eu vou achar, é fácil achar, ainda mais morando em Araçatuba”, diz.

O Estatuto da Criança e Adolescente proíbe que menores de idade entrem em motéis. Segundo o juiz da Vara da Infância e Juventude de São José do Rio Preto (SP), Evandro Pelarin, o dono de um motel que permite a entrada de menores pode ser punido e o local, fechado.

A reportagem da TV TEM afirma que não vai se intimidar por conta das ameaças e que vai continuar cumprindo o papel de informar a sociedade.

O crime
Um jovem de 20 anos morreu após ser atingido por um tiro na cabeça, em um motel de Penápolis, que fica às margens da rodovia Assis Chateaubriand, na madrugada deste domingo (27).

De acordo com informações da polícia, a principal suspeita é a namorada do jovem, uma adolescente de 17 anos. Em depoimento à polícia, ela negou a autoria do crime. A menor disse que estava no banheiro do quarto quando escutou o barulho de tiro e, ao sair, viu o namorado caído, baleado na cabeça.

O jovem Wender Max Rodrigues foi socorrido por uma unidade de resgate do Corpo de Bombeiros e levado em estado gravíssimo para o pronto-socorro de Penápolis, de onde foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Araçatuba (SP), mas não resistiu.

A polícia fez buscas na região do motel e encontrou um revólver, que provavelmente foi usado no crime. Uma camareira disse à polícia que viu a adolescente sair do quarto com um objeto, mas não soube dizer o que era. A polícia suspeita que seja o revólver.

Globo