05 de dezembro de 2016 - 15:34

última hora
28/11/2016 às 15h29

PMCG ampliou acesso dos pacientes ao tratamento de câncer

unnamed

Dados da Secretaria Municipal de Saúde de Campina Grande mostram que, nos últimos três anos, a Prefeitura conseguiu ampliar o acesso dos pacientes ao tratamento de câncer da cidade e de cerca de 150 municípios referenciados. Agora, com a entrega do novo acelerador linear do Hospital da FAP, a expectativa é conseguir dobrar o número de atendimentos de radioterapia na unidade, diminuindo ainda mais o tempo de respos ta para início do tratamento da doença. O equipamento foi entregue na manhã desta segunda-feira, 28, pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Durante a solenidade, a secretária municipal de saúde, Luzia Pinto, destacou que o número de atendimentos de radioterapia realizados pelo SUS na cidade saltou de 47 mil procedimentos feitos em 2012 para mais de 82 mil no ano de 2015. A secretária explicou ainda que, somente no ano passado, os investimentos em cirurgias oncológicas (mais de R$3,1 milhões) superaram o total investido nos anos de 2009 a 2012 (pouco mais de R$2,3 milhões) neste tipo de cirurgia.

“A Prefeitura está destinando recursos próprios para assegurar que o tratamento dos pacientes oncológicos não seja interrompido quando atingimos o teto de incentivos repassados pelo Governo Federal. Por isso, contamos com o empenho da bancada paraibana no Congresso, junto com o apoio do Ministério da Saúde, para que seja feita a revisão do teto de oncologia de Campina Grande, garantindo, desta forma, mais recursos para o tratamento oncológico no município”, solicitou a secretária.

Em resposta à secretária, o ministro Ricardo Barros assegurou que o Ministério da Saúde irá discutir as demandas de Campina Grande, em relação ao custeio dos serviços de oncologia. No discurso, o ministro destacou também que a determinação do Governo é descentralizar ainda mais o tratamento contra o câncer e ressaltou a importância do momento vivenciado pelo município com entrega do primeiro acelerador linear do Programa de Expansão da Radioterapia.

“Os equipamentos que o Governo Federal está adquirindo vão facilitar a vida das pessoas, levarão o tratamento mais próximo dos brasileiros. Este exemplo de investimento público, que está acontecendo na Paraíba, irá replicar por todo país. Portanto, esta medida é de fundamental importância, principalmente para aqueles que sofrem de câncer e que precisam do tratamento. Vamos colocar os equipamentos mais perto das pessoas, interiorizar esses equipamentos, e permitir um atendimento mais humano”, afirmou o ministro.