05 de dezembro de 2016 - 07:25

última hora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

28 de novembro de 2016 - 11h36 • atualizado às 11h43

Ronaldinho Cunha Lima e a passagem pela vice em Campina Grande

ronaldinho

Vice-prefeito de Campina Grande no dia da convenção do PSDB em que anunciou a desistência de concorrer novamente ao cargo: um gesto mais para até logo do que para adeus à vida política

Está quase findando a incursão do advogado e empresário Ronaldo Cunha Lima Filho na vice-Prefeitura de Campina Grande, uma passagem que oscilou entre momentos de euforia, com posses temporárias no comando do município, e instantes de certa frustração com a política e os limites inerentes ao cargo na resolução de demandas.

O segundo sentimento parece ter prevalecido e levado Ronaldinho, como é chamado pelos mais próximos, a se afastar da briga pela manutenção na função, discreta e elegantemente. Nesse aspecto, mostrou diferencial em relação aos ‘profissionais da política’, recuou e teve o gesto de abrir espaço para ampliação da aliança que reelegeu o primo e prefeito Romero Rodrigues, a quem trata como “gente decente e homem de bem”.

A postura do atual vice de Campina Grande pode ser encarada como “diferente”. Por ser filho e irmão de quem é e ser detentor da precedência, tinha autoridade e tamanho para peitar quem quer que fosse e não aceitar qualquer tipo de preterição. Agiu na contramão da lógica ao seu favor e espontaneamente cedeu o espaço.

De pronto, muita gente imaginou, inclusive eu, que seria a abertura da porta para sair definitivamente da política, meio que ingressou já com relativo “atraso”, a julgar pelo histórico familiar. Engano. Pelos seus passos e declarações, ele se prepara para voltar ao front na eleição de 2018.

Quando se lança à disputa, sem um cargo certo (deputado estadual ou federal), joga, por tabela, o nome no tabuleiro do complicado xadrez da composição da vindoura eleição majoritária. Automaticamente fica apto para entrar nos entendimentos, em caso de indicação tucana para uma chapa em que o PSDB não figure na cabeça. Nem foi a passagem pela vice-prefeitura, mas a longa convivência na política, nos seus bastidores, que fez Ronaldinho aprender há muito tempo que quem não aparece não é lembrado.

Pelo visto, a desencarnação da vice não foi um adeus à política. Está mais para um até logo.

Fora de…

Uma crise de diverticulite tirou Ronaldinho, prefeito interino de Campina Grande, da agenda com o ministro Ricardo Barros (Saúde).

…Combate

Em nota, o vice-prefeito disse que foi acometido de fortes dores desde ontem, o que impossibilitou a presença na agenda oficial.

defensoria-PublicaLuz laranja

O candidato da simpatia do Governo não chegou a entrar nem na lista tríplice na Defensoria Pública do Estado, que passou por novas eleições diretas neste fim de semana. Definitivamente, transferência de voto não é o forte do governador Ricardo Coutinho.

BRASAS

*Comitiva – Os deputados Aguinaldo Ribeiro (PP) e Pedro Cunha Lima (PSDB) partiram de Brasília na legacy da FAB ao lado do ministro Ricardo Barros.

*Férias – Romero Rodrigues (PSDB), prefeito de Campina Grande, viajou para descanso e fica fora da Prefeitura por dez dias.

*Olho aberto – Desde que fechou acordo da chapa casada com Marcos Vinicius (PSDB), o vereador João Corujinha não dorme.

*Nível – Márcia Lucena (PSB) começou bem ao escolher o digno e qualificado jornalista Walter Galvão para a comunicação do Conde.

*Campanha – A Procuradoria da República da Paraíba está engajada no esforço nacional do Ministério Público contra a anistia do caixa-dois e o projeto do abuso de autoridade, que alvejam o Judiciário.

*Largada – Prestigiada a posse da nova presidente da Associação dos Magistrados da Paraíba, Maria Aparecida, ontem, no Clube dos Magistrados.

FALA CANDINHA!

Precaução

Dona Candinha se lançou hoje candidata à síndica, mas foi logo avisando aos moradores do prédio: “Não sou candidata do Governo”.

PONTO DE INTERROGAÇÃO

Qual espaço está reservado pelo governador para Adriano Galdino, após desembarque da Presidência da Assembleia?

Anísio MaiaPINGO QUENTE

Temer conta com o silêncio cúmplice das panelas, antes tão barulhentas”. Do deputado estadual Anísio Maia (PT), sobre os escândalos do atual Governo.

Outras Postagens