11 de dezembro de 2016 - 01:10

última hora
25/11/2016 às 10h30 • atualizado em 25/11/2016 às 10h31

Benjamin antecipa voto contra anistia ao caixa dois

Benjamin Maranhão, deputado federal pelo SD Benjamin Maranhão, deputado federal pelo SD

O deputado federal Benjamin Maranhão (SD) informou que se posicionará contrário a qualquer tentativa de anistiar a prática do caixa dois na votação do projeto de lei com medidas contra a corrupção (PL 4850/16). “Eu não só voto contrário a essa história de anistia a caixa dois de campanha, como sou totalmente contrário a forma que vem sendo conduzida a votação desse projeto das medidas contra a corrupção”, comentou.

O parlamentar destacou que os juristas não foram ouvidos, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e nem as Associações de Magistrados. Segundo destacou, essa é uma matéria extremamente complexa que mexe em dezenas de legislações diferentes e todo processo vem sendo feito a toque de caixa. “Noventa por cento dos deputados estão votando isso e não sabem nem o que estão votando. Tenho uma posição pessoal de ser contra a urgência. Creio que tem que ser feito algo para combater a corrupção e a impunidade, mas precisa ser feito com responsabilidade. Usar uma votação dessa para anistiar caixa dois seria um absurdo”, argumentou.

O parlamentar se ausentou da votação da última quinta-feira (24) por motivo de problemas de saúde na família. Lembrou que diferente do que vem sendo divulgado, não se votou anistia a caixa dois e sim um requerimento de urgência para incluir a matéria na Ordem do Dia, mas a votação não avançou e acabou ficando para a próxima semana.

“Qual a urgência de votar uma matéria tão importante dessa? Saibam que votarei contra não só a inclusão dessa suposta emenda que faz com que haja uma possível anistia a caixa dois, que acredito que isso não vai existir, pois o Supremo Tribunal Federal não irá aceitar, mais também a forma que quer se votar esse projeto sem aprofundar a discussão”, destacou.

MaisPB