07 de dezembro de 2016 - 19:08

última hora
21/11/2016 às 11h03 • atualizado em 21/11/2016 às 18h34

Infiltrada no RJ, Civil prende outros acusados de matar Vivianny

presos

Infiltrada no Rio de Janeiro, a Polícia Civil da Paraíba prendeu, no início da manhã desta segunda-feira (21), os outros dois acusados de envolvimento na morte da jovem Vivianny Crisley.

Os dois acusados: Jobson Barbosa da Silva Junior e Fagner das Chagas Silva (Bebé), foram presos no morro do Acari.

A informação foi revelada ao Portal MaisPB pelo secretário estadual da Segurança Pública. O secretário destacou que os policiais da Paraíba estavam no Rio há oito dias. “Recebemos todo apoio da polícia do Rio de Janeiro. Vamos procurar trazê-los ainda hoje”, completou.

O outro acusado de participar do crime, Alex Aurélio Tomás dos Santos, foi preso em Campina Grande no dia 04 deste mês e apresentado na Central de Polícia de João Pessoa no dia 11.

O Caso

Vivianny Crisley, de 29 anos, desapareceu na noite do dia 20 de outubro, depois de sair de um bar na Zona Sul da Capital. As imagens do circuito de câmeras de segurança mostraram que ela saiu do estabelecimento acompanhada de um grupo de pessoas e que depois disso não teria sido mais vista pela família. O celular de Vivianny foi encontrado na feira livre da cidade Bayeux.

No dia 05 deste mês, a polícia civil encontrou o corpo da jovem, entre as cidades de Santa Rita e Bayeux. O corpo estava em estado de ‘esqueletização’, queimado e com a cabeça e membros separados do corpo.

MaisPB