05 de dezembro de 2016 - 17:42

última hora
20/11/2016 às 15h45 • atualizado em 20/11/2016 às 15h46

Luciana Vendramini relembra primeiro beijo lésbico na TV

unnamed-5-640x596

O sonho de toda adolescente nos anos 80? Ser paquita da Xuxa. A carreira de Luciana Vendramini começa aí e por acaso. No meio de um turbilhão ao lado da rainha dos baixinhos. Em uma passagem breve por essa nave, a moça posa nua para a Playboy, se casa com um dos homens mais desejados do momento, o músico e jurado do SuperStar, Paulo Ricardo, investe na carreira de atriz e protagoniza o primeiro beijo entre duas mulheres da TV brasileira na trama Amor e Revolução, exibida em 2011 pelo SBT.

Em entrevista ao Observatório da Televisão, Vendramini fala de novos projetos para o teatro, do atual momento careta da TV – afinal, ela entende muito bem o que é causar quando o tema sexualidade é abordado de forma clara em um dos meios mais acessados pelos brasileiros, a TV – e da fama de ser um símbolo sexual para muitos homens há pelos menos vinte anos. ” Não acho que encaretou não, acho que são fases, normal até. Um país que faz tão bem novelas, faz parte experimentar e ver novos formatos, afirma.

Sobre a cena do beijo lésbico, ela afirmou que “Televisão tem dessas surpresas, não sabemos muito bem como a personagem vai evoluir. Foi uma grata surpresa mesmo, não imaginávamos que faríamos o primeiro beijo, dei sorte por ter uma amiga e parceira em cena, como a Gisele Tigre, tínhamos uma química…(risos), e claro, com um diretor maravilhoso, Reinaldo Boury, que nos dirigiu com muita delicadeza e talento”, disse.

UOL