06 de dezembro de 2016 - 12:59

última hora
18/11/2016 às 11h40

Obama e líderes europeus pedem continuidade da cooperação na Otan

obama

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e os principais dirigentes europeus pediram nesta sexta-feira (18), em Berlim, que se continue cooperando dentro da Otan e que sejam mantidas as sanções contra Moscou, segundo a agência France Presse. As posições muito distantes das do futuro presidente americano Donald Trump.

“Os dirigentes reafirmaram a importância da cooperação dentro das instituições multilaterais, incluindo a Otan”, indicou a Casa Branca depois da reunião em Berlim, durante a última viagem de Obama à Europa antes de deixar o cargo em janeiro.

Obama mostrou um otimismo moderado em relação a Trump, que levou preocupação aos líderes europeus com relação a seu compromisso com a Otan, segundo a Reuters. Angela Merkel, Theresa May, Mariano Rajoy, Matteo Renzi e François Hollande participaram da reunião.

Em sua última viagem à Europa como chefe de Estado, Obama aproveitou para dizer à chanceler alemã Angela Merkel que espera que seu sucessor, Trump, “faça frente” à Rússia em caso de necessidade e não busque a qualquer preço compromissos com Moscou, segundo a France Presse.

“O presidente eleito não vai continuar exatamente com nossa estratégia, mas eu espero que não adote um enfoque de ‘Realpolitik’ (política da realidade, baseada em interesses práticos)”, indicou Obama.

Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, deixa aeroporto em Berlim, nesta sexta-feira (18) (Foto: Ralf Hirschberger/DPA via AP)

G1