11 de dezembro de 2016 - 01:10

última hora
18/11/2016 às 09h37

Menino brasileiro em protesto contra Donald Trump viraliza na web

Kaio Pinho, de três anos, participa de protesto contra Donald Trump com o cartaz: 'Se ele construir um muro, eu vou crescer e derrubá-lo' (Foto: Brisa Pinho/ Arquivo Pessoal) Kaio Pinho, de três anos, participa de protesto contra Donald Trump com o cartaz: ‘Se ele construir um muro, eu vou crescer e derrubá-lo’ (Foto: Brisa Pinho/ Arquivo Pessoal)

Entre as milhares de pessoas que protestaram no último dia 12 de novembro em Los Angeles contra a vitória de Donald Trump nas eleições americanas, um menino chamou a atenção dos manifestantes e agora sua foto viraliza na internet.

Kaio Pinho, de apenas 3 anos, segurava um cartaz com os dizeres: “Se ele construir um muro, eu vou crescer e derrubá-lo”. Nele, a criança, que tem dupla cidadania, brasileira e americana, assim como sua mãe, Brisa Pinho, se referia a Trump, que durante sua campanha prometeu, entre outras propostas polêmicas, a construção de um muro na fronteira com o México para impedir a entrada de imigrantes no país.

Brisa conta que ao fazer o cartaz pensou em um sentindo mais simbólico. “Foi no sentido de um muro mais psicológico no caso racial e de ódio. A campanha [de Trump] foi muito baseada nisso. Estava criando uma separação aqui, o que existia menos na época do Obama”, diz ao G1. “Foi no sentido de que se ele construir uma muralha de racismo aqui o Kaio vai crescer, sua geração vai crescer, e derrubá-la”, acrescentou.

A mãe, gerente de projetos de 30 anos que mora nos Estados Unidos desde os 9, diz que quase não levou o filho à manifestação. Mas a avó do garoto não pôde ficar com ele no dia, então ela decidiu levá-lo. Kaio aguentou andar cerca de dois quilômetros e chamou a atenção até dos policiais, segundo conta Brisa.

“Ele não entende muito, mas gosta de tudo que é festa. Ficamos mais atrás, porque se ficasse violento eu iria embora, mas foi superpacífico, com famílias com crianças”, diz.

Imagens de Kaio com o cartaz de impacto repercutiram na internet. Uma delas foi feita por uma fotógrafa, Abigail Gorden, que escreveu em sua conta no Flickr: “Hoje fiz uma foto desse pequeno menino em uma marcha para protestar contra Donald Trump. Sua expressão me capturou e foi tanto triste como reconfortante ver esse pequeno menino caminhando independentemente entre adultos. Pensei que valia a pena compartilhar”.

Brisa também fez uma foto do filho sem a intenção de torná-la famosa. “Achei que seria uma foto bonitinha para mostrar para ele quando crescesse”, diz. Ela conta que no dia seguinte foi surpreendida por centenas de comentários e mensagens.

Personalidades como o ator e ativista George Takei e o vice-governador da Califórnia, Gavin Newsom, compartilharam as fotos, e a caixa de mensagens de Brisa lotou. Só o post de Takei teve 3,7 mil compartilhamentos e 9,7 mil curtidas no Twitter. Ela diz que recebeu tanto mensagens de apoio à que o filho transmitiu, como outras de repúdio, ofensas ao filho e até ameaça de estupro, que reportou a uma agência que investiga esse tipo de crime.

G1