05 de dezembro de 2016 - 17:42

última hora
18/11/2016 às 08h43 • atualizado em 18/11/2016 às 09h22

Universitário é preso suspeito de fraudes com cartão clonado em JP

vanderleia-gadi

Um estudante de Ciências Contábeis, de 21 anos, foi preso na quinta-feira (17) suspeito de usar dados de cartões de créditos de terceiros para fazer compras. Segundo informações do delegado Lucas Sá, da Delegacia de Defraudações, o universitário usava dados dos cartões de crédito clonados para realizar compras pela internet e até pedir pizzas. A polícia informou que a fraude rendeu benefícios de cerca de R$ 10 mil ao suspeito.

De acordo com a delegada Vanderléia Gadi (foto), a fraude foi descoberta depois que o dono de um restaurante notou que o suspeito fazia vários pedidos ao estabelecimento por meio de um aplicativo e pagava sempre com cartões que pertenciam a terceiros.

“Era uma quantidade enorme de comida. O empresário suspeito e foi em busca dos dados no aplicativo, conseguiu o telefone o titular do cartão, que residia inclusive do Rio Grande do Sul. Em contato com o titular, ele verificou que esse cartão havia sido clonado e estava sendo utilizado indevidamente em João Pessoa”. Após a denúncia, a polícia foi até o restaurante, localizado na Feirinha de Tambaú, na orla de João Pessoa, e prendeu o universitário em flagrante.

Em seu depoimento, ele confessou a prática fraudulenta e explicou que os dados eram conseguidos nas negociações de outros suspeitos, de amigos feitos pelas redes sociais na internet, que mandavam links contendo as informações dos cartões clonados. A Polícia Civil da Paraíba acredita que prejuízo total causado pela associação criminosa pode chegar a valores que superem os R$ 10 mil.

O suspeito deve responder pelos crimes de estelionato, podendo ser condenado a até cinco anos de prisão. Ele está preso na Central de Polícia, em João Pessoa, e deve passar por audiência de custódia nesta sexta-feira (18). A Delegacia de Defraudações vai continuar realizando buscas para identificar outras pessoas responsáveis pela fraude e pede ajuda da população por meio do disque-denúncia 197 para chegar aos outros envolvidos.

Universitário e amigos usavam cartões clonados para fazer pedidos de comida (Foto: Divulgação/Lucas Sá/Polícia Civil)
Universitário e amigos usavam cartões clonados para fazer pedidos de comida (Foto: Divulgação/Lucas Sá/Polícia Civil)
G1