João Pessoa, 21 de outubro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
prestação de contas

Prefeitos eleitos na Paraíba terminam campanha sem pagar dívidas

Comentários:
publicado em 18/10/2016 às 10h41
atualizado em 18/10/2016 às 13h24
Nenivaldo Barros venceu disputa em Ibiara

Os efeitos da crise econômica por que passa o país também foram sentidos pelos candidatos durante a última disputa eleitoral na Paraíba. Nem mesmo o encurtamento da campanha este ano impediu que alguns políticos terminassem o pleito sem dívidas financeiras.

O prefeito eleito da cidade de Bayeux, Berg Lima (PT), por exemplo, terminou a eleição sem quitar todas as dívidas de campanha. De acordo com dados do TRE-PB, atualizados nessa segunda-feira (17), o postulante, declarou ter gastos R$ 91.400,00. Do montante contratado, Berg disse ter pago apenas R$ 23,9 mil.

Já o prefeito reeleito de Boqueirão, João Paulo Segundo (PSD), declarou ter contratado despesas no valor de R$ 56.370,13. Segundo a prestação de contas repassada ao TRE-PB, atualizada no dia 5 deste mês, o gestor disse ter pago R$ 51.018,45. O limite de gastos para a campanha no município este ano foi de R$108.039,06.

Outra gestora reeleita que também terminou a campanha ‘no vermelho’ foi a prefeita de Boa Ventura, Leonice Lopes (PSD), segundo dados do TRE-PB.

Na campanha em Boa Ventura, Leonice declarou ter contraído despesas no valor de R$ 17.927,50. Os dados, atualizados até o dia 11, demonstram que a candidata reeleita ainda não pagou nenhuma conta de campanha.

O futuro prefeito da cidade de Ibiara, Nenivaldo Barros (PSB) é outro que também ainda não pagou nenhuma conta de campanha. Pelo menos é o que atesta os dados do TRE, atualizados nessa segunda-feira (17).

Nenivaldo disse ter contratado despesas no valor de R$ 6.692,00 durante a campanha. O limite para gastos no município foi de R$ 108.039,06.

Confira as prestações de contas:

MaisPB

Leia Também