06 de dezembro de 2016 - 11:08

última hora
15/10/2016 às 16h34 • atualizado em 15/10/2016 às 16h50

Pizzaria tinha rato em corredor e vendia cerveja vencida, diz polícia

Alimentos estavam guardados de maneira irregular na cozinha de pizzaria (Foto: Divulgação/Polícia Civil) Alimentos estavam guardados de maneira irregular na cozinha de pizzaria (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

A Polícia Civil autuou uma pizzaria após receber uma denúncia de que ela vendia cervejas fora do prazo de validade a preço promocional de R$ 0,19, em Goiânia. Durante a verificação no local, os agentes e fiscais encontraram diversas irregularidades, como lixo espalhado pelo chão e até rato andando em um corredor.

Segundo o delegado Webert Leonardo, o local não tinha as condições mínimas de higiene para funcionar. “O local é totalmente inadequado para a finalidade que se destina. Ao lado da cozinha, lixo, um odor insuportável e rato caminhado. É uma situação absurda”, relatou.

Alguns alimentos estavam armazenados em prateleiras  sujas, sem tampa ou qualquer tipo de proteção e fora da temperatura ideal de armazenamento. Algumas verduras estavam inclusive podres.

Além disso, os policias e fiscais da Vigilância Sanitária encontraram cervejas fora do prazo de validade. Nas redes sociais, o estabelecimento anunciava que o preço da unidade custava poucos centavos.

“Já temos sólidos indícios que eles estavam fornecendo ao mercado de consumo esse produto vencido. Em alguns lotes que não foram abertos ainda, consta no vidro da cerveja a data de validade pretérita. E nas geladeiras, nas prateleiras, eles fizeram as raspagens das datas de validades dessas cervejas, de modo a causar confusão no consumidor” disse o delegado.

O dono da pizzaria foi autuado em flagrante por crime contra as relações de consumo. A pena pode variar de 2 a 5 anos de prisão.

G1