João Pessoa, 27 de março de 2017 | 23ºC / 29ºC 05:53 0.9 | 12:04 1.9 | 18:36 0.8 $ Dólar R$ 3,08 - € Euro R$ 3,34

ÚltimaHora
atuação

Deputado Pedro demonstra preocupação com o futuro da docência no Brasil

Comentários:
15/10/2016 às 10h07 • atualizado em 15/10/2016 às 10h08
A- A+
Deputado federal Pedro Cunha Lima, do PSDB

Neste Dia do Professor, o deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) declarou preocupar-se com o futuro da docência no Brasil. Ele lamentou o fato de apenas 2% dos alunos do ensino médio se interessarem em fazer faculdade de Pedagogia. “Se continuar dessa forma, vamos acabar sem professores no País. Por isso que luto no Congresso pela aprovação da PEC da Nova Educação”, destacou.

De acordo com Pedro, existe no Brasil um déficit de mais de 150 mil professores em matemática, química e física. “Nós precisamos de forma urgente trazer uma solução para esse grave problema. E a PEC é uma delas com a possibilidade de uma cooperação entre os entes federativos. Precisamos buscar essa colaboração mútua para alavancar a carreira do professor, colocando-o como responsável pela nossa educação”, afirmou.

A proposta apresentada por ele estabelece que o professor é a categoria responsável pela educação e que seu subsídio máximo seja considerado limite superior dos agentes administrativos públicos, não podendo a diferença entre as diversas categorias ser superior a 10% nem inferior a 5%, nem exceder a 90% do limite a que se refere ao subsídio mensal, em espécie, dos Ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Todos os professores, segundo a propositura, seguirão as diversas carreiras, regidas por uma lei complementar nacional, sem que, também, no espaço geopolítico ou administrativo possam ter diferenças. “Garante-se assim, um subsídio para o magistério como forma de dar-lhe a mesma grandeza dos agentes políticos (magistratura, Ministério Público, mandatos eletivos e correlatos) e que esses subsídios serão limites superiores na administração pública, para os demais servidores do Estado, entendidos como agentes administrativos”, explicou o deputado.

Pedro lembrou ainda que uma pesquisa feita em todo o país mostra que a cada quatro professores, um acredita que investir em educação é prioridade. Cinquenta por cento pedem aumento salarial e 48% esperam melhorar o plano de carreira. “É esse o nosso pensamento. Temos que investir mais em educação. Essa é minha principal bandeira, pois acredito que vai trazer uma mudança significativa para o nosso País”, disse.

No Dia do Professor, o deputado paraibano, que já revelou o desejo de ser professor, destacou o compromisso em lutar pela categoria no Congresso Nacional, na busca de melhores condições salariais e de trabalho. “Quero também parabenizar todos os professores que cumprem um papel fundamental para a educação. E vamos continuar na caminhada para fazer do Brasil um País cada vez melhor”, afirmou.

MaisPB

Leia Também

Colunas

Whatsapp(83) 99346-5236

  • Memorial na Ponte de Westminster
  • Gilberto Gil e Raimundo Asfora, em Campina Grande
  • Pôr do sol em Marizópolis

Pôr do sol em Marizópolis

Enviado por
Ivan Alves

mais lidas