João Pessoa, 29 de março de 2017 | 23ºC / 29ºC 05:53 0.9 | 12:04 1.9 | 18:36 0.8 $ Dólar R$ 3,08 - € Euro R$ 3,34

ÚltimaHora
NESTA TERÇA-FEIRA

Escritório da presidência da República em São Paulo amanhece desocupado

Comentários:
11/10/2016 às 09h38
A- A+

O escritório da Presidência da República em São Paulo voltou ao funcionamento normal na manhã desta terça-feira (11). O local foi ocupado ontem entre 17h20 e 23h por estudantes contrários à aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241 – que fixa um teto para os gastos públicos pelos próximos 20 anos; e também por integrantes de movimentos sociais que reivindicam moradia.

A ocupação começou de surpresa na tarde de ontem, com o grupo ocupando o terceiro andar do edifício, localizado na Avenida Paulista. O prédio então foi cercado por policiais, para impedir que outras pessoas entrassem o prédio. Do lado de fora, estudantes permaneceram na calçada em frente ao prédio, em apoio aos que estavam do lado de dentro.

Representantes de movimentos de luta por moradia conseguiram protocolar um documento em repúdio à PEC 241, alegando que a medida avança sobre os direitos dos trabalhadores, retira direitos sociais e diminui recursos da área social. Eles também questionam a paralisação do Programa Minha Casa, Minha Vida. De acordo com a Polícia Militar, a saída dos manifestantes ontem ocorreu de forma pacífica.

Ontem, o Plenário da Câmara aprovou, em primeiro turno, a PEC 241. O texto precisa passar por nova votação no plenário da Câmara e depois segue para o Senado.

Agência Brasil

Leia Também

SÃO PAULO

Sozinho, PM quase foi linchado durante protesto na região da Sé

O escritório da Presidência da República em São Paulo voltou ao funcionamento normal na manhã desta terça-feira (11). O local foi ocupado ontem entre 17h20 e 23h por estudantes contrários […]

Colunas

Whatsapp(83) 99346-5236

  • Memorial na Ponte de Westminster
  • Gilberto Gil e Raimundo Asfora, em Campina Grande
  • Pôr do sol em Marizópolis

Pôr do sol em Marizópolis

Enviado por
Ivan Alves

mais lidas