João Pessoa, 15 de dezembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
fórmula 1

Rosberg vence GP do Japão e abre 33 pontos com Hamilton

Comentários:
publicado em 09/10/2016 às 08h40
atualizado em 09/10/2016 às 10h07

Se  o campeonato de 2016 da Fórmula 1 fosse uma roda gigante, Nico Rosberg estaria no topo neste momento. Mais veloz durante todo o fim de semana do GP do Japão, válido pela 17ª etapa da temporada, o alemão venceu com tranquilidade após largar na pole position e ficou ainda mais perto de seu primeiro título mundial. Quem está em baixa é seu companheiro e rival na briga pela taça, Lewis Hamilton. O inglês largou muito mal, caiu de segundo para oitavo, mas ainda conseguiu se recuperar e chegou em terceiro, atrás de Max Verstappen, da RBR. Restando 100 pontos em jogo nas quatro etapas restantes, Rosberg aumentou sua vantagem para Hamilton de 23 para 33 pontos. Confira a classificação completa. Quem saiu feliz do Circuito de Suzuka – além de Rosberg, é claro – foi a Mercedes. Com o resultado, a escuderia alemã selou antecipadamente seu terceiro título consecutivo do Mundial de Construtores.

Felipe Massa largou em 12º, apostou em uma estratégia de apenas um pit stop e terminou em nono, deixando para trás seu companheiro de Williams, Valtteri Bottas, que fechou a zona de pontuação. Com os dois pontos marcados, o brasileiro voltou ao top 10 da classificação geral. Já Felipe Nasr, da Sauber, chegou na mesma colocação em que largou, o 19º lugar.

Vencedor da etapa anterior, Daniel Ricciardo não teve um dia tão inspirado e chegou em sexto, atrás da dupla da Ferrari, Sebastian Vettel e Kimi Raikkonen. Destaque para a Force India, que colocou Sergio Pérez e Nico Hulkenberg em sétimo e oitavo. A decepção ficou por conta da McLaren: Fernando Alonso foi apenas o 16º, e Jenson Button, o 18º. A corrida foi marcada por não ter abandonos, fato raro. A Fórmula 1 volta daqui a duas semanas, dia 23/10, com GP dos EUA.

Rosberg largou bem e conseguiu impor um ritmo tranquilo, mantendo sempre a diferença para o segundo colocado na casa dos 4s, sem nunca ser ameaçado. Com a vitória tranquila, o alemão da Mercedes chegou a 23ª vitória, igualando Nelson Piquet como o 12º maior vencedor da história da F1. Hamilton teve uma péssima largada, mas fez boa prova de recuperação, superando praticamente todos os adversário que o passaram na largada, menos Verstappen. O britânico bem que tentou passar o rival nas voltas finais, mas viu o holandês fechar a porta na penúltima volta em uma manobra polêmica. Ao menos, Hamilton pode se contentar em ter chegado aos 100 pódios na carreira. Ele é o terceiro a alcançar este número. À frente dele estão apenas Michael Schumacher (155) e Alain Prost (100).

Leia Também