João Pessoa, 24 de outubro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
eleições 2016

Cresce número de empresários eleitos para cargo de prefeito no Brasil

Comentários:
publicado em 08/10/2016 às 11h48

O número de empresários eleitos prefeitos no 1º turno saltou de 700, há quatro anos, para 828, nas últimas eleições. O aumento de 128 representantes foi o maior entre todas as profissões, indica levantamento feito pelo R7 com base no Repositório de Dados Eleitorais do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Profissão com a mais alta quantidade de representantes entre os novos prefeitos, o número de empresários equivale a 15% do total de eleitos para os Executivos municipais. Em 2012, a taxa de empresários entre os eleitos era de 12%.

O empresário que obteve maior número de votos foi João Doria (PSDB), na capital paulista. Com o apoio de 3.085.187 de eleitores, ele conquistou 53,29% dos votos válidos.

Com o maior patrimônio entre os candidatos à Prefeitura de São Paulo, o tucano doou R$ 2,9 milhões do próprio bolso para a sua campanha, superando assim a arrecadação dos concorrentes. O dinheiro desembolsado por Doria é mais alto do que toda a quantia que ele receberá de salário durnate os quatro anos à frente da Prefeitura.

Durante toda a campanha, o tucano insistiu em opor-se aos políticos tradicionais, afirmando ser um “gestor”. A tentativa de desvincular-se da classe política foi alvo de críticas de adversários em debates, sobretudo de Luiza Erundina (PSOL), que chegou a chamá-lo, por mais de uma vez, de “lobista”. Em uma das vezes, Doria obteve direito de resposta para contestar a adversária.

Advogados

Segunda maior alta teve a ocupação de advogado, que, ante aos 242 representantes eleitos em 2012, ganhou em 2016 mais 27, somando 269, o que representa 5% do total de eleitos. Com isso, a advocacia manteve-se como a quinta profissão mais frequente entre os prefeitos.

 Além dos empresários, superam os advogados em número de prefeitos os agricultores (367 representantes), comerciantes (311) e médicos (271). Essas três ocupações, no entanto, não estão em alta. Em relação aos prefeitos eleitos em 2012, há apenas um agricultor e sete médicos a mais. Já o número de comerciantes eleitos foi o segundo que mais caiu: de 2016 para 2016, a profissão perdeu 47 representantes.

Vereadores

Entre os vereadores, as ocupações de empresário e advogado também aparecem no topo do ranking das que mais tiveram um aumento de representantes. Com 534 eleitos a mais, os empresários somam agora 3.191 vereadores pelo País. Já os advogados atingiram o número de 1.299 representantes, 191 a mais que em 2012.

Para fazer o levantamento, o R7 não considerou os candidatos que declararam como profissão o próprio cargo de prefeito ou de vereador, já que essas ocupações não são exatamente uma profissão, mas um posto temporário.

Também foram desconsiderados outros cargos públicos eletivos (como deputado estadual e deputado federal).

R7

Leia Também