João Pessoa, 19 de outubro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
após "liberação" na justiça

Sindtáxi diz que UBER segue proibido; Semob garante fiscalização em JP

Comentários:
publicado em 07/10/2016 às 09h28
atualizado em 07/10/2016 às 13h51

O presidente do Sindicato dos Taxistas de João Pessoa Adauto Braz afirmou, em entrevista ao Portal MaisPB na manhã desta sexta-feira (7), que a decisão da Juíza Renata da Câmara Pires Belmont, da 8ª Vara Cível de João Pessoa, que indeferiu nessa quinta-feira (6), o pedido de tutela antecipada, que visava à suspensão do funcionamento do aplicativo UBER e dos serviços por ele oferecidos na Capital, não autoriza o uso da ferramenta na capital.

Ele disse que a sentença da magistrada é em relação a um pedido de liminar impetrado pelo Sindicato, que visava antecipar a proibição do UBER na cidade.

“O que a juíza negou foi uma liminar que o sindicato entrou para tirar o UBER daqui, então quero dizer que continua tudo do mesmo jeito, a lei que proíbe continua funcionando, os carros continuam sendo apreendidos. A juíza não liberou o UBER para trabalhar, então garanto que o UBER está proibido em João Pessoa”, pontuou.

Já o superintendente da Semob Carlos Batinga, afirmou que ainda não foi notificado da decisão, então por isso o órgão continuará fiscalizando o serviço.

“Eu não recebi nenhuma comunicação e recebendo, eu encaminho para análise da procuradoria. Para mim, a fiscalização continua sem nenhuma mudança, porque não tivemos nenhum comunicado”, disse.

O aplicativo está em funcionamento na capital desde o mês passado, mesmo com uma lei aprovada na Câmara Municipal que proíbe a ferramenta.

MaisPB

Leia Também