João Pessoa, 22 de maio de 2017 | --ºC / --ºC 01:15 - 2.2 | 07:21 - 0.5 | 13:38 - 2.3 | 19:49 - 0.3 Dólar 3,27 - Euro 3,68

ÚltimaHora
em dois dias

Itália salvou quase 11 mil imigrantes no Mediterrâneo

Comentários:
publicado em 06/10/2016 às 08h29
A- A+

Nas últimas 48 horas, a Central de Operações da Guarda Costeira de Roma coordenou 78 diferentes ações que salvaram quase 11 mil imigrantes em embarcações ilegais no Mar Mediterrâneo. A informação é da Agência Ansa.

Somente nessa quarta-feira (5), 33 operações salvaram mais de 4,6 mil pessoas. Porém, o drama das mortes durante as travessias continua, com o resgate de 28 corpos que estavam nos barcos que tentavam chegar à Itália pelo Canal da Sicília. Os mortos se somam  a mais dez vítimas resgatadas domingo (2) e segunda-feira (3) no mesmo local.

Milhares de pessoas estão sendo transportadas tanto por navios da Guarda Costeira e da operação europeia Frontex, quanto em embarcações comerciais que estão próximas dos locais de resgate. Assim que conseguem subir a bordo de barcos mais seguros, os imigrantes são levados aos portos italianos que fazem a identificação das pessoas e as encaminham para centros de acolhimento geridos por diversas entidades locais e internacionais.

Em um desses salvamentos, o Corpo de Socorro italiano precisou fazer três partos emergenciais nos próprios navios. Desde o início da crise migratória, há cerca de quatro anos, milhares de mulheres, crianças e adolescentes tentam uma vida melhor na Europa fugindo de guerras, da fome e de conflitos civis.

De acordo com dados da Organização Internacional para as Migrações, mais de 302,9 mil pessoas chegaram à Europa pela travessia do Mar Mediterrâneo. Além disso, 3,5 mil perderam a vida durante a navegação – mais de 3 mil nas rotas que levam às ilhas do Sul italiano.

Agência Brasil

Leia Também