24 de janeiro de 2017 - 12:09

última hora

Jornalista desde 1995 pela UFPB, com pós-graduação em Jornalismo Cultural. Radialista, marido de Gi, pai de Theo e editor setorial no jornal Correio da Paraíba. Torcedor do Flamengo e ex-professor do curso de Jornalismo na FFM. Já trabalhou, também, nos jornais A União e O Norte, no portal Tambaú 247, além das rádios Cabo Branco FM, Jovem Pan AM e CBN, sendo freelancer dos jornais O Globo e Estado de S.Paulo. Contato com a Coluna: jamarrinogueira@gmail.com

17 de julho de 2016 - 09h03

‘Beiço de estrada’ vira longa-metragem

Uma das peças mais importantes do teatro paraibano deverá ganhar uma versão para o cinema. Ainda este ano, as gravações de ‘Beiço de Estrada’ estão programadas para acontecerem nas cidades de São Domingos do Cariri e Cabaceiras. A direção será de Eliézer Rolim, diretor e autor do texto da versão original para o teatro.

O espetáculo foi montado no começo da década de 1980 e circulou pelo país, através do projeto Mambembão. Foi esse espetáculo que deu à atriz Marcélia Cartaxo uma chance de ouro: foi convidada pela cineasta Suzana Amaral para protagonizar o filme ‘A hora da estrela’. Resultado: Urso de Prata no Festival de Berlim, em 1985.

A formação do espetáculo, executado pelo grupo cajazeirense que também revelou nomes como Nanego Lira, Soia Lira, Eliézer Rolim e Luiz Carlos Vasconcelos, estará comemorando três décadas e meia no ano que vem, quando o filme – produzido por Heleno Bernardo – deverá ser lançado.

A cortina do teatro

Chega no próximo dia 20 a nova cortina do teatro Santa Roza, em João Pessoa. Cortina com mais de 100 metros quadrados e com sistema elétrico de fechamento. Após a instalação, faltará a caixa cênica e o teatro será entregue mês que vem. Em tempo: a cortina – produzida no Rio Grande do Sul, custou R$ 159,8 mil.

Troca-se histórias por brincadeiras

Dias 23, 24, 30 e 31 deste mês, às 17h, no teatro Ednaldo do Egypto, em João Pessoa, haverá apresentações do espetáculo infantil ‘Troca-se histórias por brincadeiras’, da Arretado Produções. Em cena (e com bastante interatividade), Edilson Alves e Matheus Henrique. Vale muito a pena conferir.

Outras Postagens