João Pessoa, 20 de novembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
EM CAMPINA GRANDE

Polícia detém em flagrante trio suspeito de atirar contra policial militar

Comentários:
publicado em 17/01/2015 às 10h04

Dois homens e um adolescente foram detidos em flagrante, nessa sexta-feira (16), na cidade de Campina Grande, após tentar matar para roubar o soldado e estudante de medicina Ademir de Lima Camelo, no bairro do José Pinheiro. Os acusados Jailson Alves Vieira da Silva, de 20 anos; Jeferson Alves Pequeno, 22; e um adolescente de 17 anos já tinham passagem pela polícia pela prática de outros crimes e atos infracionais.

De acordo com o comandante do 2º Batalhão, major Gilberto Felipe, o policial militar estava de folga realizando atividades do estágio de medicina, visitando pessoas carentes do bairro para prestar assistência médica. “Quando ele deixava a casa de uma paciente idosa e se dirigia para o carro, chegaram os suspeitos com uma arma de brinquedo, fato até então não percebido pelo nosso companheiro, pedindo o celular. Um deles estava por trás do soldado e quando viu o volume da arma se agarrou com ele e os outros entraram em luta corporal com o policial”, detalhou o major.

O comandante do 2º Batalhão disse que os suspeitos conseguiram tomar a arma e deram um tiro nas costas do policial, que foi socorrido imediatamente para o Hospital de Emergência e Traumas de Campina Grande. “Eles fugiram, mas foi realizado imediatamente um cerco policial no bairro, onde foi preso um deles, e no bairro Novo Cruzeiro ocorreu a prisão do segundo envolvido e a apreensão do adolescente”, completou.

Com eles, foram apreendidas a arma levada do policial, um celular e uma máscara. Todos três confessaram a participação no roubo, mas um acusava o outro de ter realizado o disparo contra o policial. O trio foi levado para Central da Polícia Civil, em Campina Grande, e autuado por latrocínio.

Assistência ao policial – O comando da Polícia Militar colocou a disposição, através do 2º Batalhão, toda assistência necessária ao policial militar ferido. O tenente e médico Heronides dos Santos Pereira está acompanhando o caso. Ademir de Lima Camelo está há sete anos na Polícia Militar e é lotado no 9º Batalhão.

MaisPB

Leia Também