João Pessoa, 17 de junho de 2016 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Rivellino detona Neymar na TV: “devia ficar quieto, maior babaca é ele”

Comentários:
publicado em 17/06/2016 às 17h24
atualizado em 17/06/2016 às 17h25

Roberto Rivellino, um dos maiores jogadores da história do futebol, ídolo das torcidas de Corinthians e Fluminense, campeão do mundo com a seleção brasileira da Copa de 1970, criticou duramente Neymar.

Na abertura do programa “Cartão Verde”, na TV Cultura, do qual é um dos debatedores, Riva, também bastante conhecido pela carreira de comentarista de futebol, se disse ofendido com o polêmico post de Neymar em seu Instagram, no qual chamou os críticos de “babacas”, após a eliminação brasileira ainda na fase de grupos da Copa América Centenário.

“Em se tratando de Neymar, uma pessoa pública, um ídolo, acho que ele devia nesse momento ficar quieto. Perdeu um grande momento de ficar de ficar quieto. É uma coisa que marca na carreira dele, não é bom pra ele, é um excelente jogador, mas acho que a preocupação dele tem que ser mais no campo do que fora. Na vida dele tá mais preocupado com o fora do campo do que dentro de campo, então isso é preocupante e não dá para perdoar, não”, iniciou Rivellino.

“E ele usou um termo que eu me senti ofendido, e acho que todos vocês, também, com ele chamando a gente de babaca”, continuou o ex-jogador, referindo-se aos companheiros de programa, o apresentador Vladir Lemos e os jornalistas Vitor Birner e Celso Unzelte.

“Acho que o maior babaca da história é ele. Ele que é o babaca. Tem que construir uma história dentro de uma seleção brasileira pra falar. Até agora não ganhou nada, não deu nenhuma alegria pro povo, então menos. Primeiro constrói a sua história, tenta dar um título para o povo brasileiro e depois aí pode reclamar um pouco”, detonou.

“E aquele negócio, a ostentação. Quando o fisco confiscou o carro dele, uma Porsche, chegou dois dias depois e tava com uma Ferrari tirando foto. Acho sem necessidade alguma, porque não vejo isso em outros jogadores maiores que ele, como Messi, Cristiano Ronaldo, Suárez, Ibra”, observou Riva.

“Ele, sendo o maior jogador brasileiro, sendo um cara ídolo, com crianças e mais crianças que gostam dele, acho que tem que tomar mais cuidado e focar a carreira dele mais dentro do campo”, disse Rivellino, em seu desabafo.

O comentarista ainda duvidou que tenha sido Neymar o autor da postagem se desculpando. “A primeira parte, que ele ofende, que ele agride todos nós, era ele, foi ele que escreveu. A segunda parte [pedido de desculpas], acredito que não foi ele, outra pessoa acho que redigiu”, finalizou.

Uol

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também