João Pessoa, 10 de junho de 2016 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
DINHEIRO RETIDO

Viaduto do Geisel: corte obedece reorganização de repasses

Comentários:
publicado em 10/06/2016 às 18h48
atualizado em 10/06/2016 às 21h23

O Ministério das Cidades esclareceu, na noite desta sexta-feira (10),  a polêmica envolvendo R$ 17,5 milhões para as obras do Viaduto do Geisel, em João Pessoa.  Hoje, o governador Ricardo Coutinho acusou o Governo Federal de corte dos recursos.

Em entrevista ao programa 60 Minutos, apresentado pelos jornalistas Heron Cid e Anderson Soares, na Rádio Arapuan FM, o senador Raimundo Lira (PMDB) disse que o  não pagamento aconteceu devido uma reorganização dos repasses por parte do tesouro nacional mas já tem a garantia do ministro Bruno Araújo que o dinheiro será liberado.

“Eu já recebi essa posição e já passei uma mensagem para o governador que o dinheiro estava disponível é só o Estado fazer as medições. O dinheiro está disponível para pagar as medições que foram feitas em relação as  obras do Viaduto do Geisel”, afirmou.

De acordo com a assessoria do Ministério das Cidades, trata-se da proposta SICONV 055235/2012 no valor de 17.800.600,00 do Governo Federal e apenas R$ 2.199.400,00 de contrapartida.

Segundo dados encaminhados à nossa redação, em  dezembro de 2015 a obra estava ainda com 1,35% e constava  como paralisada pela Caixa Econômica Federal.

Em Janeiro de 2016 foi apresentado um Boletim de Medição de 14%.  Atualmente a obra está em 22%.

O deputado federal paraibano Efraim Filho (DEM) avisou que também intercedeu junto ao ministro Bruno Araújo e o mesmo garantiu que todas as medições terão imediatamente seus pagamentos realizados.

“Esses recursos serão garantidos e essa importante obra de mobilidade urbana chegará a sua conclusão no prazo adequado”, argumentou.

Roberto Targino – MaisPB

Leia Também