João Pessoa, 24 de fevereiro de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
Botafogo-PB

PB com Breno Morais: mágoa, cobrança, acesso e pacificação

Comentários:
publicado em 02/06/2016 às 19h21
atualizado em 04/06/2016 às 16h49
Foto: Reprodução/Mais TV

‘’Não me sinto polêmico, mas não sou político. Os assuntos que acho que devo abordar, abordo, seja na frente de quem for. É assim que eu ajo. Se determinados causa polêmica… ’’, a declaração é do vice-presidente do Botafogo-PB, Breno Morais, o entrevistado desta semana do Passando a Bola, do Mais TV, canal de vídeo do Portal MaisPB.

>> Por dentro do jogo: Assista bastidores de Bota 2×3 Raposa

Breno Morais falou sobre o que pensa do trabalho do técnico Itamar Schulle e da dependência do Botafogo-PB por abnegados; o processo de pacificação do clube em 2012; a relação com o diretor executivo Giovane Martinelli; Série C; a novela Gianotti e o desentendimento com o presidente do Sousa, Aldeone Abrantes.

O homem forte do futebol do Belo ainda cobrou uma maior profissionalização da Federação Paraibana de Futebol.

‘’É uma gestão que nos permite muito dialogo, entre clubes e federação, mas é uma gestão, a exemplo do Botafogo, que precisa se profissionalizar mais, a exemplo de outros clubes também. Tivemos neste campeonato episódios de 1950. A gente precisa cobrar e ser cobrado por coisas que nos coloque a gente para frente. Não precisa ser amigo do outro, mas estamos tratando de uma coisa comercial. O futebol precisa acabar com coisas muitas pequenas, muitas brigas entre (dirigentes)… As quais eu participo de todas, pois tenho de defender meu clube.’’, disse.

Assista, abaixo, a entrevista completa com a apresentação de Maurílio Júnior e Max Oliveira.

MaisPB

Leia Também