João Pessoa, 01 de junho de 2016 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Administrador, pós-graduado em Planejamento Operativo, já atuou na administração pública federal, estadual e municipal. Ocupou por três mandatos o cargo de presidente do CRA-PB e de diretor do Conselho Federal de Administração. Diretor Institucional do SINTUR-JP de 1993 a 2016. Consultor em Administração, presentemente exerce as funções de vice-presidente da APCA (Academia Paraibana de Ciência da Administração). Contato: diretorexecutivoaetc@yahoo.com.br

PMJP x Gov/PB: que pena!

Comentários:
publicado em 01/06/2016 às 11h16
atualizado em 01/06/2016 às 11h44

Esse “x” que compõe o título acima, por óbvio simboliza a palavra “versus”, que significa “contra” ou “está em oposição”. E é uma pena que essas duas importantes instituições (PMJP e Gov/PB), aqui separadas por esse “x”, deixem transparecer que  do ponto de vista da gestão administrativa atuem assim, cada uma isoladamente, sem qualquer integração governamental entre ambas, como a desprezarem até o dito popular de que “a união faz a força”. É mesmo uma pena!

Até quando ações dessa forma, sem integração governamental, vão perdurar?!

Já imaginamos quão mais produtivo, eficaz mesmo, seriam obras como a do Trevo das Mangabeiras, Viaduto do Geisel, as vias de acesso ao Altiplano etc, se realizadas em conjunção de esforços, tipo convênio, entre a PMJP e o Gov/PB?!

A propósito, se união de esforços houvessepara efetiva integração nas ações governamentais, até mesmo a(s) via(s) que interliga(m) a Grande João Pessoa ao Aeroporto Internacional Castro Pinto já estaria(m) bem iluminada(s) e com paisagismo  bonito, turisticamente atraente, como a dar(em) um adequado “bem vindo” ou “volte sempre” aos nossos visitantes, desde o Viaduto de Oitizeiro e Santa Rita, passando pela via de acesso propriamente dita ao Aeroporto. Atualmente não sabemos qual o pior: se de noite quando vamos ao Aeroporto e a insegurança nos envolve pela falta de boa iluminação…ou se de dia em que constatamos a feiura do lugar! Aliás, uma ação nesse sentido poderia unir Gov/PB, PMJP e outras prefeituras metropolitanas, cada uma contribuindo financeiramente de maneira proporcional. E em tempo rápido poderíamos ter a solução nessa nossa infraestrutura, mesmo sem Gov/BR.

No entanto, lastimavelmente, os governos parecem sem disposição para as ações integradas, cada um “só vendo o seu umbigo”… de olho só nas eleições.

Leia Também