João Pessoa, 31 de Maio de 2016 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
constatação

‘Medo faz com que apenas 35% registrem estupros’, diz Camila Toscano

Comentários:
publicado em 31/05/2016 às 11h58
atualizado em 31/05/2016 às 11h59
Deputada estadual, Camila Toscano (PSDB)

A presidente da Comissão da Mulher, deputada estadual Camila Toscano (PSDB), lamentou o caso de estupro coletivo que aconteceu no Rio de Janeiro semana passada, contra uma adolescente de 16 anos. Ela lamentou o fato da vítima está sendo transformada em culpada e disse que isso faz com que as mulheres acabem não denunciando os abusos. “Estima-se que apenas 35% dos estupros gerem boletim de ocorrência, ou seja, nossa estatística oficial é defasada”, comentou.

Segundo dados do 9º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, em 2014, 47.600 pessoas foram estupradas no Brasil. A cada 11 minutos alguém sofreu esse tipo de violência no País. O mapa do estupro mostra que em 2014 foram registrados 367 estupros na Paraíba. “Esses dados são de registros oficiais, imaginem os casos que não são denunciados por medo ou por vergonha”, disse.

Camila lembrou que dados da ONG Centro da Mulher 8 de Março de João Pessoa revelam que a cada mês, sete pessoas são vítimas de estupro no estado da Paraíba. Conforme dados coletados pela ONG, entre o início de 2010 e mês de novembro de 2015, foram registrados 556 estupros em todo o Estado.

“Temos que combater essa prática abominável. Precisamos educar nossos filhos desde pequenos para que eles se engajem na luta em defesa da mulher. É muito tarde para ensinarmos os nossos filhos a respeitarem mulheres na adolescência. Chega de estupro, chega de violência e chega de culpar as vítimas. Ninguém merece ser estuprada”, destacou.

MaisPB

Leia Também