João Pessoa, 31 de maio de 2016 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
JUSTIÇA

Jogador de futebol do Azerbaijão é condenado pela morte de jornalista

Comentários:
publicado em 31/05/2016 às 11h25
atualizado em 31/05/2016 às 11h28

“Um juiz condenou a Javid Huseynov a quatro anos de prisão”, afirmou o advogado Adam Mamedov à AFP.

Javid Huseynov, ex-atacante da seleção do Azerbaijão e capitão do FK Qabala, foi declarado culpado de “manter sigilo sobre as circunstâncias do assassinato do jornalista Rasim Aliyev”, segundo o advogado.

Rasim Aliyev, de 30 anos, faleceu em agosto de 2015 depois de ser agredido por pesssoas ligadas a Javid Huseynov, poucos dias depois de ter criticado no Facebook o comportamento do jogador em uma partida da Europa League.

Ele criticou o jogador por ter feito um gesto ofensivo para um jornalista e por ter exibido uma bandeira turca após uma partida contra o clube cipriota Apollon Limassol, cujo país tem uma relação tensa com Ancara.

Após o comentário no Facebook, um homem telefonou para o jornalista e se apresentou como primo do jogador. Ele ofendeu o jornalista, mas depois o convidou para beber chã em sua casa.

“Fui sozinho. Eram cinco ou seis homens, que avançaram imediatamente para me agredir”, afirmou o jornalista no hospital à agência de notícias Turan.

Ele faleceu pouco depois, quando seu estado de saúde piorou e ele aguardava por uma cirurgia no CTI.

Em abril, cinco homens, ligados a Huseynov, foram condenadas a penas de até 13 anos de prisão.

G1

Leia Também