João Pessoa, 31 de Maio de 2016 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Rômulo vai no calcanhar de Ricardo

Comentários:
publicado em 31/05/2016 às 02h26
atualizado em 31/05/2016 às 02h36
romulobravo

O deputado mostrou que também sabe duelar e deu um bote no discurso do governador

Sem franzir uma linha da testa e nem alterar um decibel do tom da voz, o deputado federal Rômulo Gouveia fez uma das mais contundentes críticas que ouvi nos últimos meses ao governador da Paraíba, Ricardo Coutinho. O equilíbrio e a moderação só foram superados pelo conteúdo.

Na entrevista que me prestou ontem à noite, no Frente a Frente, da TV Arapuan, Gouveia criticou a postura adotada por Ricardo de fazer pessoalmente o enfrentamento político e administrativo com o prefeito da Capital, Luciano Cartaxo, e de, para isso, não medir esforços e nem o uso da máquina do Estado na eleição em João Pessoa.

Fugindo ao seu estilo, denunciou flagrante de email oficial originário de repartição estadual convocando servidores para fazer número em evento da candidata do PSB à Prefeitura da Capital, Cida Ramos. “Não é nada republicano, para usar uma palavra que ele gosta muito”, ironizou.

Ainda desautorizou o bombardeio contra a gestão Luciano Cartaxo. “Quando ele precisou do apoio da gestão em 2014, estava tudo muito bem obrigado. Agora, Luciano não presta mais pra nada”?, indagou.

Rômulo se disse preocupado com o fato de que, enquanto Ricardo concentra todas as suas energias em João Pessoa, esquece e relega problemas que afligem os cidadãos dos demais municípios, como a crise hídrica (racionamento) e a insegurança (violência).

O deputado afiou as unhas quando citou obras do Governo em ritmo lento, ou no seu dizer, “que se arrastam” no Estado. Viaduto do Geisel, em João Pessoa, anunciada em julho de 2012, e Revitalização do Açude de Bodocongó, em Campina Grande, autorizada ainda em 2011.

O ponto alto foram as revelações que fez sobre o período em que foi vice de Ricardo. Pegou o gancho de pergunta sobre as críticas feitas pelo governador ao prefeito Luciano Cartaxo por “escantear” o vice. Reagiu com riso automático nos lábios e atirou: “Só pode ser brincadeira”.

Além do depoimento pessoal, em que confidenciou desprestígios e situações de constrangimento, e o episódio da retaliação pelo rompimento, do qual foi penalizado administrativamente com o corte de carro, motoristas e celular a que a Vice-Governadoria tinha direito, sugeriu uma revisita a história para recordar as relações turbulentas dispensadas a Manoel Júnior e ao falecido Luciano Agra.

“Tem que saber agora da atual vice-governadora Lígia como está sendo”, ironizou, encerrando o tema com uma sentença: “Ele é o menos indicado para falar nesse assunto”. Com uma pedra, Rômulo fez vários calos.

Gilberto-CarneiroProcurador contesta multa à Cida
Em contato com a Coluna, o procurador-geral do Estado, Gilberto Carneiro (foto), defendeu a colega e secretária Cida Ramos de multa aplicada pelo TCE. “A prestação de contas é em relação ao exercício de 2010. O TCE a notificou para apresentar documentos referentes ao convênio com um prazo de 90 dias. A documentação foi apresentada, porém parte dessa teria que ser apresentada pelo próprio gestor da época, pois a secretaria não dispunha dessa documentação. O TCE aplicou multa a Cida pela não entrega de parte dessa documentação que a secretaria não dispunha. Recorremos dessa decisão”.

BRASAS
*Recurso – “Estou de consciência tranquila”, disse Cida, sobre a multa por improbidade da qual foi alvo no TCE.

*Anzol – A oposição voltou a pegar no pé de Cartaxo por conta de novo estouro do asfalto da Padre Azevedo, com direito a peixe e tudo.

*Defeito – Bruno Farias, vereador do PPS, associou o problema à “má” execução do projeto do túnel da Lagoa.

*Ricardodependência – A candidatura do PSB depende totalmente de Ricardo, critica o secretário Adalberto Fulgêncio (PSD).

*Giro – A caravana do 60 Minutos – da Rede Arapuan de Rádios – vai fazer sua primeira parada na próxima sexta-feira, em Campina Grande.

FALA CANDINHA!
On
De dona Candinha ao saber da demissão de Fabiano Silveira, da Transparência, pego por Sérgio Machado, o gravador ambulante de Brasília: “Vai faltar chão pra tanta queda de ministro”.

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Quem é o melhor vice para Veneziano em Campina Grande?

Cássio Andrade 1PINGO QUENTE
“Vamos resolver o problema de uma vez agora”. Do secretário Cássio Andrade, sobre a determinação do início da obra da galeria da Avenida Padre Azevedo, depois do terceiro rompimento.

Leia Também