João Pessoa, 30 de Maio de 2016 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
AO SABER DE IDA PARA O PRESÍDIO

Ex-governador Neudo Campos passa mal e é levado a hospital de Roraima

Comentários:
publicado em 30/05/2016 às 13h14
atualizado em 30/05/2016 às 13h15

O ex-governador de Roraima Neudo Campos (PP) foi levado na manhã desta segunda-feira (30) ao Hospital Geral de Roraima (HGR) em Boa Vista. Ele, que estava detido na Superintendência da Polícia Federal desde a terça (24), teria passado mal ao saber que deve ser transferido para o presídio federal de segurança máxima de Porto Velho (RO).

O ex-governador chegou ao hospital em uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) por volta das 10h15 (11h15 de Brasília). O veículo foi escoltado por viaturas da Polícia Federal.

Ao chegar à unidade, o ex-governador foi levado para o Pronto Socorro Francisco Elesbão. Ele estava deitado em uma maca, coberto por um lençol e foi acompanhado pela filha Emília Campos, titular da Secretaria do Trabalho e Bem Estar Social (Setrabes), e pelo sobrinho Paulo Linhares, que é adjunto da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau).

Durante a chegada da ambulância, o secretário adjunto de Articulação Municipal e Políticas Urbanas, José Rosa Terceiro, tentou impedir a imprensa de fotografar e filmar o ex-governador sob a alegação de que o estado de saúde dele é grave. “Ele está entubado”, disse ao impedir as filmagens.

O G1 questionou o motivo da presença do secretário adjunto José Rosa Terceiro junto com o ex-governador e aguarda posicionamento da Secretaria de Comunicação do governo.

Campos, que é marido da atual governadora de Roraima Suely Campos (PP), está preso desde o dia 24 deste mês. Ele é condenado em segunda instância por envolvimento no esquema de desvio de verbas públicas conhecido como “escândalo dos gafanhotos”

‘Crise de ansiedade’, diz advogado
Ao G1, o advogado de Campos, Frederico Leite, afirmou que o ex-governador teve uma crise de ansiedade e ficou muito abalado ao saber que deve ser levadado a um presídio federal. Ele não soube dizer se o ex-governador vai ficar internado na unidade.

“Na audiência de custódia, o ex-governador já tinha alegado ter transtorno de ansiedade. Ele inclusive tem um laudo que comprova o transtorno”, informou Leite. Durante a audiência, realizada na quarta (25), Campos também alegou ter câncer e pediu prisão domiciliar.

Ainda segundo o advogado, devido ao transtorno, Campos recebeu a visita de uma psquiatra no domingo (29).

“Fomos notificados sobre a transferência de Neudo Campos na sexta [27] e no domingo ele recebeu a visita da psiquiatra”, finaliza.

Transferência para presídio federal

O juiz Helder Girão Barreto, titular da 1ª Vara do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF 1) negou o pedido de prisão domiciliar e determinou que o ex-governador Neudo Campos seja transferido para um presídio federal de segurança máxima em Rondônia até o fim desta semana. A defesa vai recorrer da decisão.

Na decisão da última sexta-feira (27), o magistrado justificou a transferência afirmando que o sistema prisional do estado não tem condições para abrigar Campos. O juiz Helder Girão também disse que Neudo Campos é uma pessoa influente no estado e que teria tentado fugir para não cumprir a pena.

G1

Leia Também