João Pessoa, 20 de fevereiro de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
'Consciência tranquila'

Cida se defende e contesta decisão do TCE

Comentários:
publicado em 30/05/2016 às 12h53
atualizado em 30/05/2016 às 15h43

Em contato com o Portal MaisPB, a secretária de Desenvolvimento Humano do Estado, Cida Ramos, negou qualquer irregularidade em sua prestação de contas analisada pelo Tribunal de Contas do Estado. Ela foi multada em R$ 3 mil por não ter prestado contas de convênios firmados entre o Fundo Estadual da Criança e do Adolescente (FUNDESC) e diversos municípios do Estado e instituições privadas. Segundo ela, o processo é relativo ao ano de 2010, quando ainda não era secretária.

“Eu estou com a minha consciência tranquila”, afirmou. Munida de documentos, Cida Ramos compareceu na manhã desta segunda-feira (30) ao TCE.  “Essa prestação de contas é de 2010 e eu entrei em 2011, então é referente ao gestor anterior. Quando entrei abri um processo administrativo, como não tivemos sucesso tivemos que abrir uma tomada de contas especial e encaminhei ao Tribunal de Contas. Os procedimentos que cabiam a mim eu realizei”, garantiu.

A secretária afirmou que já existe um recurso no TCE relativo ao processo.

Leia mais: Improbidade administrativa: Tribunal de Contas multa secretária Cida Ramos

A auditoria do TCE esclareceu que a multa foi aplicada em função da efetiva omissão da gestora, “a qual, apesar de regularmente notificada, não apresentou a documentação requerida”. A secretária, no entanto, sustenta que apresentou toda a documentação solicitada no prazo hábil.

Em 11 de maio deste ano,  o Ministério Público junto ao Tribunal de Contas opinou pelo não conhecimento do recurso de revisão interposto por Cida Ramos, “por total descabimento, mantendo-se a multa aplicada por esta Corte de Contas”.  Conforme decisão do TCE, Cida Ramos teria que enviar a Corte de Contas Decreto regulamentador do Fundo, a Tomada de Contas Especial instaurada com vistas ao exame da prestação de contas de dois convênios.

MaisPB

Leia Também