João Pessoa, 19 de novembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
VIOLÊNCIA

Surfista é baleado na Guarda do Embaú e passa por 2 cirurgias

Comentários:
publicado em 19/01/2015 às 14h52

O surfista Ricardo dos Santos, de 24 anos, conhecido como Ricardinho, foi baleado na manhã desta segunda-feira (19), na praia de Guarda do Embaú, em Palhoça, na Grande Florianópolis. Ele levou três tiros, segundo testemunhas. De acordo com a Polícia Civil, um policial militar é suspeito de ter disparado contra o surfista. Até a publicação desta reportagem, o atleta havia passado por duas cirurgias e seguia internado em estado grave no Hospital Regional de São José.

De acordo com a tenente-coronel Claudete Lehmhuhl, chefe de Comunicação da Polícia Militar de Santa Catarina, o profissional pertence ao 8º batalhão de Joinville, no Norte do estado, e estava de folga. O outro envolvido seria o irmão do PM. Os dois não tiveram a identidade revelada. Ainda conforme Lehmhuhl, ambos foram detidos horas após a ação e seguem prestando depoimento na delegacia de Palhoça.

Conforme a Polícia Militar, o surfista pediu para que dois homens que estariam consumindo drogas, conforme testemunhas, saíssem da frente da sua casa. Houve discussão e Ricardinho levou três tiros entre o tórax e o abdômen, por volta das 8h40. Já os familiares do esportista dizem que um dos homens teria estacionado o carro sobre um cano que faz parte de uma obra realizada na casa de Ricardo, o que teria motivado a discussão.

Um dos tiros atingiu o pulmão e o rim, segundo os socorristas. O Helicóptero Arcanjo, do Corpo de Bombeiros, atendeu Ricardo na faixa de areia da paia do Guarda do Embaú, próximo a entrada do Rio da Madre. Ele foi levado consciente, mas desorientado para o hospital, onde deu entrada às 9h55.

De acordo com a Polícia Civil, até a publicação desta reportagem, o policial militar envolvido na ocorrência não havia sido ouvido. O G1 entrou em contato com o Batalhão da Polícia Militar em Palhoça, mas segundo um atendente, no momento, todos responsáveis estavam na delegacia prestando esclarecimentos.
Estado grave

O estado de saúde do surfista Ricardo dos Santos é considerado gravíssimo, conforme familiares informaram à reportagem do Globoesporte.com de Santa Catarina. De acordo com os familiares, que estão em frente ao setor de emergência do hospital, o surfista apresentou hemorragias, que foram controladas pela junta médica do Hospital Regional de São José, no começo da tarde desta segunda-feira.

Até as 15h, o surfista continuava no Centro Cirúrgico, conforme a Secretaria de Estado da Saúde. O Boletim Médico deve ser divulgado somente após a conclusão dos procedimentos, caso seja permitido pela família, que busca informações com os médicos que estão no local.
"São conversas com os que estão aqui dentro e nos trazem as informações. Não há nada oficial. A situação dele é gravíssima, a hemorragia era muito grande. Ele tomou oito bolsas de sangue e foi difícil de conter a hemorragia. Estamos orando muito por ele", conta Volney Esser, pai da namorada do surfista, que está na frente do setor de emergência do hospital Regional de São José.

Aproximadamente 30 pessoas, entre parentes, amigos e conhecidos de Ricardo dos Santos estão no hospital. O grupo acompanha os desdobramentos dentro do setor cirúrgico.

Currículo de Ricardo dos Santos

Ricardo dos Santos surfa desde os 7 anos de idade e é especialista em ondas pesadas e tubulares. Eletem no currículo vitórias em 2011 e 2012 do Trials para o WCT de Teahuppo, que garantiu vaga para a etapa do Taiti. Em 2012, o catarinense eliminou o 11 vezes campeão do mundo, Kelly Slater. Também superou Taj Burrow e só perdeu contra Mick Fanning, atual vice-mundial, terminando na quinta posição. No ano seguinte (2013), quando brigava pelo terceiro título seguido do Trials, disputou uma onda com Jamie O´Brien e levou um soco na boca do americano. Naquele ano, Ricardo ganhou o prêmio de onda da temporada havaiana, batendo nomes como Slater e J.J. Florence.

G1

Leia Também