João Pessoa, 20 de novembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
SOLIDÁRIOS

Deputados emitem nota contra ataques de Adriano Galdino a Renato Gadelha

Comentários:
publicado em 23/01/2015 às 14h11

Em nota, os deputados Bruno Cunha Lima (PSDB), Camila Toscano (PSDB), Dinaldinho Wanderley (PSDB), Manoel Ludgério (PSD) e Tovar Correia (PSDB), se solidarizaram com Renato Gadelha (PSC) após declarações de Adriano Galdino (PSC. Galdino disse que iria ensinar as normas e o regimento da Casa a Gadelha, que ameaça ir a justiça para evitar a antecipação da eleição da mesa diretora para o segundo biênio.

Os parlamentares consideraram que Galdino foi "desrespeitoso" com Gadelha.

“O respeito é elemento fundamental para qualquer relação política. Até mesmo quando há a discordância de ideias não pode haver o desrespeito, pois a política é a arte de dialogar e de conviver com o contraditório”, afirmam.

De acordo com o grupo de deputados, a fala de Adriano Galdino fecha as portas para um diálogo com os parlamentares para a eleição da mesa. O grupo também se posicionou contra a antecipação da eleição.

“A votação de dois biênios no mesmo dia é uma manobra do Governo para se chegar à Presidência da Assembleia. De todos os Estados brasileiros, apenas a Paraíba está ousando fazer isso. Esse é um artifício ilegal e imoral não tendo o respaldo da sociedade paraibana e nem o nosso apoio”, sustentam.

Para finalizar, os legisladores garantem que a “manobra” para eleição da mesa evidencia “falta de confiança” do grupo governista.

“Os integrantes não confiam em palavra dada e precisam da garantia da antecipação de uma eleição para compor uma chapa e votar no candidato governista”, garantem.

Roberto Targino – MaisPB

Leia Também