João Pessoa, 10 de dezembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
ESTADO ISLÂMICO

Japão diz que vídeo de suposta execução de refém é ultrajante

Comentários:
publicado em 24/01/2015 às 15h08

 O Japão criticou fortemente no domingo (horário local) uma gravação feita supostamente para anunciar a execução de um cidadão japonês detido por militantes do Estado Islâmico e exigiu a libertação imediata de outro refém mantido pelos rebeldes.

O secretário-chefe de gabinete, Yoshihide Suga, disse num breve comunicado televisionado que a gravação parecia mostrar o refém Haruna Yukawa sendo morto.

"Trata-se de um ato ultrajante e inaceitável", disse Suga. "Exigimos fortemente a rápida liberação do senhor Kenji Goto, o outro refém, sem danos."

Suga leu a declaração e se recusou a responder perguntas.

Estadão

Leia Também