João Pessoa, 11 de dezembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Gestão e imagem

Comentários:
publicado em 04/01/2015 às 18h33

Difícil encontrar, até entre os adversários mais renhidos, quem tenha raiva e restrições pessoais ao prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues. Ele é por natureza uma figura dada à boa convivência e parcimonioso até nos embates inevitáveis com os rivais da política.

Se esse ar sereno, simples e leve lhe favoreceu na vida legislativa, no Executivo Romero tem outra imagem muito importante na gestão pública, aliás, essencial: ele transmite honestidade. E o que falta para o gestor Romero Rodrigues, prefeito da segunda mais importante cidade da Paraíba, se afirmar, definitivamente?

Uma política estratégica de comunicação, porque basta uma conversa com o tucano, como a que tivemos recentemente durante entrevista no Correio Debate, para o interlocutor se impressionar com projetos e ações em curso na sua gestão, porém, inexplicavelmente, desconhecidos do grande público na proporção merecida.

Principal calo de todas as administrações, em todas as esferas, a Saúde tem merecido uma aplicação especial de Romero. De todo o orçamento de Campina Grande, ele investe 25% no setor, mais do dobro do limite mínimo constitucional (12%). Só esse dado isolado já lhe garantiria uma marca com grande potencial de marketing.

Desde a posse, o prefeito vem comprando terrenos particulares em locais estratégicos para abertura de novas vias e aproveitamento para uso público. Uma medida que, convenhamos, inverte a lógica privativista das gestões, mais voltadas a vender ou ceder espaços públicos para a iniciativa privada, do que o contrário.

Mas é o Complexo Aluísio Campos – área de 800 hectares comprada pela Prefeitura – a jóia da coroa. Lá, o prefeito projeta a expansão de uma nova cidade, com 4.100 casas contratadas, equipamentos públicos (creches, postos de saúde) e instalação de médias e grandes empresas. Uma ação, no mínimo, inovadora para nossos padrões. Eis a questão: Romero faz um governo ousado, mas na imagem a cara é de tímido.

*Reprodução do Correio da Paraíba.

Leia Também