João Pessoa, 20 de novembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Maranhão parte na frente

Comentários:
publicado em 29/06/2010 às 10h57

O governador José Maranhão deixou pra reta final o “pulo do gato”. Na hora da onça beber água, o peemedebista mostrou porque já está no terceiro mandato e pavimentando a quarta passagem pelo Palácio da Redenção.

Maranhão assanhou os petistas quando veio a público anunciar Vitalzinho na vice. O PT consciente de que não tinha quadros para disputar o Senado, concentrou esforços na manutenção da vice.

Aí deram o mote para o governador conseguir exatamente dar um tiro na candidatura do adversário: retirar o palanque de Lula e Dilma do PSB e torná-lo exclusivo para o PMDB da Paraíba.

Por essa o PSB não esperava. Não é comum uma candidatura a Presidência descartar um palanque estadual. Aliás, depois dessa há quem pergunte o que Ricardo ganhará mantendo apoio a Dilma? Qual a compensação política? Ver ela e Lula pedindo votos para o adversário?

Maranhão impôs em sua chapa a simbologia do PT aliada a juventude de Rodrigo Soares. Terá dois candidatos ao Senado que a Oposição terá dificuldades de atacá-los porque em tese são “fichas limpas”, assunto tão em voga no momento.

O governador usará a chapa com um ingrediente petista e os números das pesquisas para alavancar o projeto de reeleição.

Se a campanha começa após as convenções, sem dúvidas, Maranhão parte na frente. Resta saber, se o bloco oposicionista encontrará energias e estratégias capazes de reverter a aura de favoritismo atual do candidato do PMDB.
 

Leia Também