João Pessoa, 16 de julho de 2010 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

O papel do eleitor

Comentários:
publicado em 16/07/2010 às 10h42

A campanha já começou. A partir de agora, todos os candidatos vão se desdobrar para tentar convencer o eleitorado do que fez ou do que fará.

O perfil de cada candidato será apresentado com truques de marketing. Os postulantes devem apresentar programas de governo e propostas legislativas.

Não adiante o eleitor xingar e dizer que não acredita em político nenhum. Os eleitos que aí estão foram escolhidos por força do voto popular.

Portanto, o eleitor é quem tem o papel de avaliar cada um e ter a consciência de que a classe política que temos é resultado das nossas escolhas. Depois não adianta lamentar.

No tribunal da eleição, o cidadão é o juiz.

Festa no cariri – O candidato a deputado estadual Genival Matias (PT do B) lança sua candidatura na região de Juazeirinho nesta sexta-feira com muita festa pelas ruas da cidade. Genival é irmão do prefeito Bevilacqua Matias (PRB).

Gula – Há ressentimentos dentro do coletivo girassol pela perda do PP. Há quem lamente a sede do grupo Cunha Lima para eleger Romero Rodrigues, o grande obstáculo gerador da adesão da família Ribeiro.

Aviso – O governador José Maranhão já pediu empenho dos seus auxiliares nas horas vagas para trabalharem pelo êxito do PMDB na eleição deste ano. O recado foi dado.

Vingança – Soou como troco o anúncio de voto de Fabiano Lucena (PSDB) em Vitalzinho (PMDB). "Eu não poderia deixar de atender a um pedido de Veneziano", justificou o sobrinho de Cícero, quase em tom de ironia.
 

Leia Também