João Pessoa, 25 de fevereiro de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Fidelidade uma ova!!!

Comentários:
publicado em 13/08/2010 às 10h16

Os políticos sempre encontram uma maneira consensual para burlar e desrespeitar tudo que é feito para moralizar a política nacional. A fidelidade partidária é um princípio que pelo menos na Paraíba só vale na teoria.

A eleição deste ano mostra que os candidatos não estão nem aí para a tal de fidelidade. Tudo tem sempre um ajeitadinho. Os exemplos são muitos.
 

O PTB apóia e está coligado com o governador José Maranhão (PSDB), mas tem Carlos Dunga, suplente de senador, fazendo campanha para Ricardo Coutinho (PSB).

O PSDB está formalmente aliado à Oposição, mas tem deputados trabalhando abertamente para reeleger Maranhão.

Na Câmara de João Pessoa, os vereadores do PRP, partido coligado com o PSB, batem palmas e dizem aos quatro ventos que votam no candidato do PMDB.

O único princípio que a classe política realmente cumpre é o da sobrevivência. O resto… O resto é conversa fiada.

Dobradinha – Quinto de Santa Rita (PMDB), candidato a deputado federal, comemora acordo no Cariri com o deputado estadual Assis Quintans (DEM). A dobradinha terá como foco principal Monteiro e Sumé.

Fora do arco – A aproximação de Quinto com o Democratas pode resultar em outros entendimentos ainda mais importantes e impactantes, com reflexos diretos na votação de Santa Rita.

Onde está o erro? Um deputado estadual da Oposição assegurava ontem que o erro do PSB não foi ter celebrado aliança com PSDB e com o DEM. Para o parlamentar, o problema está no próprio estilo do Coletivo de Ricardo fazer política.
 

Leia Também