João Pessoa, 16 de dezembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

O apoio de Lula

Comentários:
publicado em 07/10/2010 às 20h46

Dificilmente o presidente Lula gravará nova mensagem de apoio ao governador José Maranhão no segundo turno da eleição na Paraíba. É o que se presume diante do resultado "surpreendente" do último dia 3.

Lula gravou para o guia de Maranhão em contexto político completamente diferente do atual. Na época, as pesquisas apontavam liderança folgada do governador peemedebista.

O presidente Lula se sentiu confortável ao optar pela candidatura do PMDB porque já dava como certas as vitórias de Maranhão e Dilma no primeiro turno.

Com o revés nas duas esferas, Lula não pode desagradar mais quem dá apoio e palanque à ex-ministra, agora em segundo turno imprevisível com o tucano José Serra.

Quem divide pensamento idêntico ao meu é o analista político preferido de Rubens Nóbrega, Flávio Lúcio Vieira, do Blog Pensamento Múltiplo. Ele também pensa que a pressão do PSB pode resultar em respeito de Lula à candidatura socialista na Paraíba.

Não é o que acredita o não menos requisitado cientista político Ítalo Fittipaldi, da Universidade federal da Paraíba. Para Ítalo, Lula deve levar em conta que o PT está na chapa do governador e continuará aparecendo na propaganda maranhista.

Cláudio Humberto, badalado colunista político brasileiro, já sondou e conseguiu captar uma frase de Lula sobre o assunto: "Não me peçam isso", teria dito o ex-metalúrgico.

Quem vai teimar?

Mérito – O deputado estadual José Aldemir ainda comemora a extra-ordinária votação obtida na última eleição. O democrata conseguiu a marca superior de 32 mil votos numa campanha franciscana e feita com a ajuda de amigos.

Cacifado – O deputado estadual eleito André Gadelha (PMDB) saiu fortalecido após conquistar votação majoritária em Sousa. Deve ser o candidato da Oposição em 2012 contra Fábio Tyrone (PMDB). André mostrou que tem luz própria.

Queixas – Mais dois prefeitos da região de Cajazeiras devem anunciar adesão nos próximos dias. A primeira será uma prefeita que revelou ter cansado de ser "maltratada" por secretários do Governo.

Desgosto – O deputado federal Armando Abílio anda muito magoado com o prefeito de Sousa, Fábio Tyrone (PTB). Armando diz que o gestor sousense não honrou compromissos e foi ingrato. Tyrone votou com João Estrela, mesmo sabendo que o ex-prefeito não teria chance de se eleger.

Segundo plano – Basta um minuto de conversa para captar o ressentimento da família Paulino com o esquema do governador José Maranhão. Eles se sentiram desprestigiados em detrimento de "cristãos novos" no grupo maranhista.
 

Leia Também