João Pessoa, 19 de novembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

Começou bem

Comentários:
publicado em 21/12/2010 às 12h51

Não é surpresa, mas a julgar até aqui o governador eleito Ricardo Coutinho mostra que tem pelo menos a intenção de mudar a lógica administrativa e política da Paraíba.

Os nomes escolhidos pelo governador expressam exatamente o que o socialista pregou, prometeu e defendeu durante toda a campanha de 2010.

O secretariado do novo governo tem perfil técnico e em alguns casos apresenta ligações estreitas com as forças de esquerda. Gente forjada nos bancos da universidade, sem padrinhos políticos e donas da própria história.

A linha do Governo que se inicia quando janeiro chegar já está definida. Será uma gestão técnica, preocupada com equilíbrio do Estado e com resultados práticos.

Claro que as indicações partidárias serão atendidas. Mas se vê que esta não será a regra adotada pelo socialista.

Ricardo mostra coragem ao decidir fazer um Governo sem as tradicionais e conhecidas figuras carimbadas da política da Paraíba em cargos estratégicos.

O novo Governo ainda nem começou, mas já causa as melhores impressões e boas expectativas.

Despedida – No fim de governo, a agenda de Maranhão está lotada de compromissos públicos em inaugurações e solenidades. Quer sair de sua "Era" com ares de gestor operoso.

Herança – O governador Ricardo Coutinho vai precisar de muito jogo de cintura para tratar a "bomba" chamada PEC 300. Apesar de eivada de vícios e ilegalidade, a proposta é um bálsamo para os policiais que não estão nem aí para as implicações jurídicas.

Prêmio – Perdoe-me o cabotinismo, mas não é fácil segurar o contentamento. Em três meses no ar, o programa Balanço Geral, da Correio Sat (98 FM) que apresento ao lado de Ruy Dantas, Rubens Nóbrega e Wellington Farias superou as mais otimistas expectativas e bateu todos os programas jornalísticos do horário (18 às 19). E o melhor: bateu também as emissororas de programação musical. É primeiro lugar geral na audiência.

Leia Também