João Pessoa, 11 de dezembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

A convicção de Lindolfo

Comentários:
publicado em 24/12/2010 às 12h12

Pode até ser blefe e jogo para desestabilizar o adversário, mas quem conversa com o deputado estadual Lindolfo Pires (DEM) sai com a impressão que o grupo do governador eleito Ricardo Coutinho (PSB) deve ter uma carta na manga para desequilibrar a disputa pela presidência da Assembléia Legislativa.

Tranquilo, Lindolfo não se assombra com o atual favoritismo do presidente da Casa, Ricardo Marcelo (PSB), que já contabiliza apoio de 21 deputados, inclusive dos companheiros de partido, os democratas Branco Mendes e José Aldemir.

Pires parece ter ouvido do próprio Ricardo algo que o alimenta e fortalece suas esperanças de disputar o cargo, além do aval e o apoio do grupo do prefeito de Sousa, Fábio Tyrone (PTB).

Aliás, o próprio Tyrone confidenciou ao MaisPB que fez um pedido expresso por Lindolfo ao governador eleito. O petebista argumenta que a chapa majoritária já contempleou João Pessoa e Campina Grande e agora defende a presidência da AL para o Sertão.

Entretanto, do que se escuta da boca de Lindolfo, o que mais chama atenção é a projeção que o democrata faz da eleião na Casa: o candidato do PSDB pode não ter apoios para registrar a chapa.

Blefe, exagero ou trunfo guardado? O futuro próximo responderá.

Roleta russa – Ministério da Previdência e diretoria da Caixa Econômica Federal. Dois cargos supostamente rejeitados pelo governador eleito José Maranhão (PMDB). Procura-se um cargo no Governo Federal que se adeque ao perfil de Maranhão.

Prestígio em alta – O ex-prefeito de Cajazeiras, Carlos Antônio (DEM), será contemplado e ficará satisfeito com a participação de Cajazeiras no novo Governo. A garantia é de gente de proa do primeiro time de Ricardo Coutinho.

Ignorando – O governador Maranhão não levou muito a sério a pretensão do deputado estadual Trócolli Júnior de disputar o comando do PMDB da Paraíba. "Não acredito", sentenciou Maranhão em entrevista no Correio Debate, da TV.

Leia Também