João Pessoa, 30 de dezembro de 2010 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista desde 2007 pela UFPB. Filho de Marizópolis, Sertão da Paraíba. Colunista, apresentador de rádio e TV. Contato com a Coluna: heroncid@gmail.com

A mexida de Agra

Comentários:
publicado em 30/12/2010 às 21h52

Os nomes da mini-reforma da Prefeitura de João Pessoa indicam que o prefeito Luciano Agra (PSB), apesar das escolhas pessoais, mantém total sintonia com o governador eleito e ex-prefeito Ricardo Coutinho (PSB).

A volta de Edvaldo Rosas (agora na Transparência) e a permanência de Coriolano Coutinho (remanejado da Chefia de Gabinete para a Emlur) falam por si só.
Rosas é homem da confiança de Ricardo e executa tarefas político-partidárias de interesse do novo governador, especialmente na discussão de estratégias do PSB.

Coriolano, irmão de Ricardo, está no Governo pessoense desde o início da gestão socialista. Nem precisa dizer que é uma figura de natural ligação com o ex-prefeito.

Agra realizou as mexidas da sua conveniência administrativa, mas não esqueceu de manter por perto antigos aliados, todos alinhados desde muito ao projeto de poder do PSB.

Nessa pisada, Luciano vai pavimentando o caminho para consolidar internamente sua candidatura à reeleição. Aos poucos, o prefeito capitaliza apoios do grupo e estanca qualquer outra eventual candidatura do coletivo.

Fazendo o dever de casa no PSB, não terá dificuldades de ser o nome de consenso dos girassóis. Com um governo equilibrado e operoso, partirá na sequência para cativar o eleitor da capital paraibana.

Ecumênico – A programação da posse de Ricardo Coutinho inclui celebração religiosa que reunirá bispo, pastor e representantes de cultos africanos. Todos os credos pela fé de um bom Governo.

Cargo – Dessa vez parece que o governador José Maranhão aceitará o convite para participar do Governo Federal. Maranhão teria ficado seduzido pela vice-presidência da Caixa Econômica Federal. Resta saber se o peemedebista achará que a função tem haver com seu perfil.

Fincou o pé – Quem pensava em se ver livre do senador Cícero Lucena no PSDB vai ter que engolir o “caboclinho” por mais um certo tempo. Ele mandou avisar aos “incomodados” que fica no partido e ainda se diz disposto a disputar a Prefeitura de João Pessoa.

Inóspito – Dificilmente Cícero terá ambiente favorável para concorrer contra Agra no PSDB. Até João Gonçalves, fiel aliado do senador e ex-candidato a prefeito de João Pessoa, já costura aliança com o prefeito. Onde Cícero encontrará apoio no ninho tucano para suas pretensões?

Maioria – Ninguém duvida: tão logo tome posse, o governador Ricardo Coutinho (PSB) não terá dificuldades de amealhar apoios e consolidar maioria na Assembléia Legislativa da Paraíba. O problema é saber se o governador terá humor para atender a costumeira lista de pedidos dos adesistas.

Fortaleza – É comovente a luta do vice-presidente da República, José Alencar, contra a doença que lhe arrasa gradativamente. Forte, apesar da idade avançada, Alencar se esforça para assistir a posse de Dilma Roussef (PT) e parece que vai encontrar forças.

Encontro marcado – O governador Ricardo Coutinho já marcou reunião geral com toda a equipe de auxiliares para a próxima segunda-feira, no Centro de Ensino da Polícia Militar. O local escolhido já inspira espírito de hierarquia e subordinação.

Esperança – O ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB) prevê que a ação cautelar impetrada no Supremo Tribunal Federal será julgada já em janeiro. A defesa quer evitar a posse do terceiro colocado no pleito para o Senado Federal, Wilson Santiago (PMDB).