João Pessoa, 20 de outubro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
CIVISMO

Pela 1ª vez na Paraíba, detentos participam do desfile de 7 de setembro, em João Pessoa

Comentários:
publicado em 07/09/2014 às 09h44

 É com a faixa “Ressocialização: civismo e cidadania.Todos nós somos brasileiros”, que 100 detentos do regime semiaberto da Paraíba condenados por crime como homicídio, estupro, tráfico de drogas e assaltos,  se apresentam na manhã deste domingo (7), em João Pessoa, durante o desfile Cívico de 7 de setembro. A iniciativa é inédita na Paraíba e no Brasil, conforme levantamento feito pelo secretário de Administração Penitenciária do estado, Walber Virgolino.

 

A ideia surgiu após uma consulta feita aos apenados. A ação integra o processo de ressocialização dos presos do sistema penitenciário paraibano. Vão se apresentar mulheres e homens dos presídios Júlia Maranhão e Ritle Cantalice, conhecida como ‘ Média de Mangabeira’.

“A ressocialização de presos na Paraíba é o nosso carro chefe. Temos que dar dignidade a eles durante o cumprimento da pena. São pessoas que erraram na vida e estão pagando pelo erro. Um dia quando estiverem livres poderão seguir suas vidas e escolher uma profissão, devido os cursos que oferecemos dentro das unidades prisionais. Para o desfile de 7 de setembro, foram mais de 200 selecionados, mas tivemos que escolher apenas 100”, falou Virgolino.

Para apresentação os apenados vão desfilar apenas com uma camisa da Secretaria de Administração Penitenciaria (SEAP) e sem algemas. Eles passaram por um treinamento e pretendem fazer bonito na avenida Duarte da Silveira, local onde ocorrerão às apresentações na Capital paraibana.

“Os apenados vão desfilar sem a necessidade de algemas e de um aparato de segurança especial. Os escolhidos são presos de bom comportamento que passam o dia fora dos presídios e retornam para dormir. Os 100 nunca deram trabalho nem se envolveram em brigas e discussão dentro das unidades”, ressaltou o secretário.

Durante o desfile, os detentos vão distribuir rosas para a plateia e soltar a pomba da paz em frente do palanque principal, onde se concentram às autoridades paraibanas.

Portal Correio

Leia Também