João Pessoa, 21 de outubro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
VEJA O VÍDEO

Jogador nocauteia noiva dentro do elevador e é demitido

Comentários:
publicado em 09/09/2014 às 11h54

O site ‘TMZ’ divulgou um forte vídeo com a agressão de Ray Rice, do Baltimore Ravens, acertando um cruzado na sua mulher em um elevador em Atlantic City, nos Estados Unidos. O ataque aconteceu em 15 de fevereiro deste ano. O jogador foi suspenso por duas partidas na NFL (punição que gera muita discussão) e foi indiciado pela agressão na mulher.

O novo vídeo mostra o confronto entre o running back do Baltimore Ravens e sua então noiva, Janay Rice. Após entrar no elevador argumentando, Ray Rice parte para o confronto. Janay chega a reagir fisicamente, mas é agredida com socos e apaga no chão. O atleta arrasta o corpo da mulher para fora do elevador, mas deixa na porta.

Ray e Janay foram presos sob a acusação de agressão mútua. O jogador teria suas acusações retiradas retiradas caso completasse um programa de ajuda comunitária. As acusações contra Janay foram retiradas completamente.

O comissário Roger Goodell e a NFL foram muito criticados por suspenderem Rice em duas partidas. Semanas depois, a liga anunciou rigorosas punições para atletas envolvidos em casos de violência doméstica.

Porém, esta nova filmagem mostra o quão brutal foi o ataque de Rice em Janay. A NFL divulgou um comunicado afirmando que não tinha visto o vídeo antes de ele ser apresentado pelo ‘TMZ’. O comissário terá muito o que responder sobre a punição do atleta e as novas condutas da NFL.

Baltimore Ravens rescinde contrato de Ray Rice

O Baltimore Ravens terminou o contrato com o running back Ray Rice, horas depois do vídeo com a agressão em sua mulher aparecer no TMZ. A equipe não fez nenhum comentário sobre o fim do contrato do atleta.

Após a decisão do Baltimore, a NFL suspendeu o atleta por tempo indeterminado e proibiu qualquer franquia de se aproximar de Ray Rice. O comissário Roger Goodell pediu desculpas pela decisão anterior de punir o atleta por apenas duas partidas e afirmou que a liga será mais rigorosa com os erros dos atletas fora dos campos.

Yahoo

Leia Também